sexta-feira, junho 17, 2016

é hora de dizer adeus

Olá companheiros de aventura que tem me acompanhado pelos últimos 4 anos (!)... Infelizmente essa hora chegou: esse é meu último post aqui. 

Eu já vinha dando mancadas constantes nos últimos meses. A vida anda uma loucura, o trabalho não me deixa respirar, e quando consigo respirar ou tô dormindo ou do bebendo (sorry, I'm not sorry). 
O au pair me fez uma pessoa melhor, sem sombra de dúvidas... E quem quiser acompanhar a minha história, é só puxar todo o meu histórico de posts AQUI e ver tudo que me aconteceu nessa vida.  
Como essa é a minha despedida do blog, gostaria de usar isso como tema para esse post... DESPEDIDAS.



Despedidas podem ser aquelas festas maneiríssimas que a gente faz quando ta pra ir pra algum lugar. Mas podem ser muito mais que isso também. 
A minha primeira grande despedida foi da vida que eu sempre levei. Passei os dois últimos dias antes de embarcar pra Holanda em completo pânico, morrendo de medo do que estava por vir. E se desse tudo errado? Não deu. 
E aí veio a segunda grande despedida: Como dizer adeus aquela vida maravilhosa que eu havia construído e que me cabia tão bem? Chorei por horas no aeroporto e fiquei por meses na bad, completamente desolada. 
Mas uma hora é preciso move on... e pela terceira vez eu me despedi. Mas dessa vez foi de uma vida que estava me fazendo infeliz e miserável. Chega de sofrimento e bora partir de novo. 
Mas aí nem tudo são flores, veio o rematch e o adeus à todas as idéias que eu tinha pra vida de au pair pela segunda vez. Lá me vou novamente. 
Adeus a vida urbana, cheia de gente, saídas, bebidas, transporte público... Olá vida na roça. Poderia ser pior, mas não foi. 
Então esse goodbye foi bittersweet. Esperado e aguardado por meses, só sentimentos bons. Mas a vida era boa, não tinha do que reclamar. 
Novos planos, novos recomeços. Adeus vida de jovenzinha irresponsável. Olá adulthood. Por mais que a gente ache que sendo au pair morando fora já somos donas dos nossos narizes, nada se compara a realmente virar gente e se virar sozinha. 
E aí chegamos aqui. Me despedir do blog que me acompanhou durante todas essas etapas da vida.  

Foi muito bom poder dividir toda a minha trajetória com vocês, ajudar e ser ajudada. Muito obrigada por tudo! :*

0 comentários :

Postar um comentário