quinta-feira, agosto 11, 2016

5 dicas para futuras au pair

Olá pessoal, tudo bem por ai? Por aqui tudo indo, como sempre! Hoje meu post é para as pessoas que estão entrando no mundo auperiano, descobrindo como o programa funciona, cheias de dúvidas e perguntas.

Eu sempre recebo uma mensagem ou outra com dúvidas sobre o programa de au pair, alguns dias atrás recebi uma com dúvidas bem básicas, diria até mais curiosidades do que dúvidas e aí revirando o baú eu descobri que só tinha um post com dicas e ele era bem antiguinho - confira AQUI - então aqui vai o segundo.


1. VERACIDADE/SEGURIDADE: uma das perguntas que eu recebo desde que comecei a escrever no Blog é se o programa realmente existe, se é legal, se não é trafico, se realmente funciona, etc. Muitas pessoas tem essa dúvida por conta do preço a ser pago para a agência que realmente é barato. Isso pode causar um certo "medo" o que é super compreensivel. Minha resposta é: funciona tanto que eu fui, voltei e fui de novo. É claro que coisas ruins acontecem todos os dias, mas o intercâmbio é tão sério e real como qualquer outro, o fato de ele ser barato não o desmerece.

2. CURSO: o curso é obrigatório, faz parte do programa, assim como você não deve ir lá e só estudar, você também não deve ir lá e só trabalhar. Essa rigidez em relação a ser obrigatório pode variar de país para país e por incrível que pareça eu conheci gente que preferiu não estudar, mas é uma boa oportunidade, logo você deveria aproveitar e cobrar da família que por sinal é quem paga o curso. O valor destinado ao curso varia, cada país tem suas regras.

3. DEMORA: tenha em mente que o processo pode ser longo, principalmente se o seu destino for a Holanda. A primeira fase sempre é o preenchimento da papelada e isso realmente depende de você e não se iluda achando que em um dia você termina tudo. É bem chato e cansativo, eu demorei uns dois meses para preencher tudo, minha dica é: faça com calma. Além disso tem a espera pelo match, isso pode demorar dias, semanas ou até meses, eu  demorei oito meses para conseguir meu match e já ouvi história de meninas que estão há um ano na espera.

4. DIREITOS E DEVERES: histórias ruins infelizmente acontecem, conheci e ouvi histórias de meninas que comeram o pão que o diabo amassou na mão da host family, por isso é importante estar ciente de seus direitos e deveres e não ter medo de falar para a família que algo está errado. A host family é responsável por te manter lá e esse é um dos motivos de o "salário" de au pair ser tão pouco. Você deve receber tudo que precisa da família (alimentaçao, curso, moradia, seguro saúde, etc). Os direitos e deveres da au pair e da host family obviamente mudam de país para país, então se informe com a agência ou até mesmo em sites oficiais sobre isso.

5. RECOMENDO: quem me acompanha por aí sabe o quanto eu fui feliz na Holanda. Meu intercâmbio foi um sonho. Eu consegui fazer o que eu queria e muito mais. Aprendi, mudei, cresci, conheci, abri ainda mais minha mente e me realizei. Eu super recomendo qualquer tipo de intercâmbio para todo mundo, então se você gosta de verdade de crianças, tem experiência, mente aberta, paciência, vontade de explorar o mundo e conhecer gente nova, cultura nova e ter aventuras novas, se joga nesse intercâmbio sem medo de ser feliz! 

É isso aê galera, eu espero que as "dicas" sejam úteis e ajude vocês, mas caso precisem de um extra help é só entrar em contato comigo ou com qualquer uma das autoras. Vejo vocês mês que vem, beijos!


camihfeer@gmail.com

7 comentários :

  1. o seguro saúde é a gente que paga, não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na Holanda pelo menos não.

      Excluir
    2. Na Holanda pelo menos não.

      Excluir
  2. Oi, Camila.. Tudo bem?
    Você foi por alguma agência?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Julia, desculpa a demora. Sim, fui agência porque é obrigatório na Holanda.

      Excluir
  3. Qual a agência? Se importa em dizer? :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, não me importo até porque já disse em outros posts, fui pela HBN, mas já aproveito para dizer que não recomendo por experiências minhas e de amigas minhas.

      Excluir