quinta-feira, dezembro 15, 2016

Meus hosts se divorciaram, e agora? - Parte 2

Oie! Como estão vocês, tudo bom?

Mês passado no meu post de estréia eu já comecei com um assunto polêmico que foi o divórcio dos meus hosts durante o meu programa de aupair. Se você não leu ou não lembra, vale a pena dar uma conferida no post do dia 15/11.

Hoje eu vou contar da minha vida "pós-divórcio de host" porque eu também acabei sendo um pouco afetada por ele. Primeiro, a host mom enlouqueceu. O problema é que ela descontou sabe em quem? Na pobre aupair que vos fala! 

Pra começar, a host inventou de ficar em casa nas sextas-feiras para passar mais tempo com as crianças. Eu não estava off neste dia mas também não fazia nada porque ela não deixava. Ela queria fazer tudo sozinha então eu simplesmente sentava no sofá e ficava só olhando.


Depois ela disse que eu deveria trabalhar mais horas já que o meu schedule estava muito "light", só que eu não tinha o que fazer! Então ela começou a me dar umas tarefas malucas só pra preencher as horas de trabalho como por exemplo passar aspirador de pó na casa toda, depois voltar e fazer tudo outra vez. Ou então depois que eu já tava off ela ia no meu quarto e me mandava fazer mais alguma coisa. Oi??!

Aí veio a piração de vez. A host botava uma música das Pussycat Dolls pra tocar que falava coisas do tipo: "I don't need a man to make me happy" (não preciso de um homem para me fazer feliz) e "l don't need a ring around my finger" (não preciso de uma aliança no meu dedo) e ela ficava gritando a letra e dançando pela casa como se não houvesse amanhã. Nessas horas não me restava muito o que fazer senão cair na gargalhada.


As crianças (que na época eram pequenas) não entenderam direito o que aconteceu então elas nem falavam sobre isso. A host só me pediu para não contar do divórcio para a ex-aupair dela que era meio fofoqueira. E ainda tive que escutar do meu dutch crush: "eu te avisei..."

Definitivamente o comercial de margarina tinha acabado. O host revelou que estava falido e cheio de dívidas então o padrão de vida da família despencou. Tanto é que logo depois que terminou o meu ano de aupair com eles a minha host mom teve que vender a casa e se mudar para um lugar bem menor. Além disso eu antes tinha um carro só pra mim (era a única aupair na Holanda que tinha carro, graças a God!) mas a aupair que me substituiu já não tinha mais carro e fazia tudo de bike mesmo.

Do host father eu nunca mais ouvi falar e a host mom eu encontrei um ano depois quando voltei pra Holanda à passeio e tomamos um vinho na cidade dela. Ela tinha emagrecido, nunca mais se casou de novo e continuou viajando pro exterior duas vezes por ano a trabalho.

0 comentários :

Postar um comentário