domingo, fevereiro 12, 2017

Um pouquinho de historia... Parte 01

Olá, meninos e meninas,

Dia 12 está ai de novo!!!!  Uhuulll

Gente, o post de hoje vai ser especial!!! Já que eu resolvi abordar 02 assuntos, ele será dividido em 02 publicações

- Parte da minha experiência nos EUA e sobre os Países que aceitam Au Pairs acima de 26 anos.



Primeiramente, vale escrever que a minha primeira experiência foi maravilhosa!!
Maaaaaas, como tudo na vida teve seus altos e baixos..... peguei a crise dos EUA; divorcio dos Hosts; Rematch de uma família que eu amava; Match com uma família meio doida;

Contudo, toda essa experiência, de um modo geral, foi extremamente válida.

Aprendi muito, sobre muitas coisas, mas principalmente autoconhecimento. Aprendi a reconhecer meu limite, a ter paciência, a entender que um dia tinha 24 horas, e que as vezes era só na 25º hora que as coisas podiam começar a melhorar.

Enfim, o fato é que apesar de ter amado muito meu ano, eu voltei decidida a nunca mais ser Au Pair.
Afinal de contas eu ia me formar na faculdade, ter uma carreira, casar...

 

Acontece que nem tudo aconteceu como eu esperava.
Terminei a faculdade, arrumei um bom emprego, namorei para casar... mas no fundinho do meu coração eu sabia que queria algo mais, algo que eu não conseguiria vivendo a vida conforme as regras.

Ninguém espera que você largue tudo para se tornar Au Pair, né? Ainda mais com 27 anos.  Idade de Settle down... especialmente para mulheres (se é que me entendem)

O fato é que a vida é uma caixinha de surpresa, a gente nunca sabe o dia de amanha.

Quando o meu “amanha” chegou, eu percebi que eu queria/precisava daquele gap year, queria morar na Europa, queria mudar tudo. E graças a deus não tinha nada me prendendo aqui. (leia-se vantagem de não Settle down)
 

Quando comecei a pesquisar minhas opções, cheguei à conclusão que basicamente o único programa que me dava a oportunidade de morar na Europa, sem destruir minha poupança era o Au Pair.
Só que, então, então outro problema.... a idade.

Musiquinha de suspense
.
.
.

To be continued...


Tot ziens
Muuuitos beijos,

Li Arbex

2 comentários :