segunda-feira, julho 03, 2017

AU PAIR – DE ONDE VEM, ONDE VIVEM E O QUE FAZEM. Hoje, no... Tá parei.

Como que se começa um texto, para transparecer seriedade na minha pessoa? Haha quando eu souber, certamente contarei! MAS TU VEM DE ONDE MÃE? Bom, nasci e cresci em Salvador/regiões metropolitanas - Bahia, 25 anos no couro, formada em contabilidade desde 2014. Como eu subi na vida? OBVIOUSLY sendo au pair! (Subi só no mapa mesmo, porque a conta bancária.. meu Deus!). Este e o meu primeiro post aqui no blog, e serei aquela do astral, pra levantar e sacudir galera como a Ivete, com uma rotina deliciosa contendo uma sereia girl e um angry sweet boy! Almost 6 meses e tantas histórias pra contar... E aí, me diz você: Quer rir, chorar ou se emocionar? Pois vamos ao que interessa. 

Em primeiro lugar, você se questiona:  

- COMO IR PARA OS EUA?  

- QUAIS OPÇÕES EU TENHO? 

A partir daí comecei a fuçar o pai dos burros e ver o que eu encontrava. Pagando de navegadora internauta 24 horas, achei inúmeras opções de intercâmbios, para vários lugares do mundo, do barato ao mais caro. E qual opção eu escolhi? SOFRER (toca a musica da Adele aí) hahaha 
Brincadeiras a parte, não é questão de sofrer, você vai buscar a opção mais viável ao seu bolso. E no meu momento seriam:  

1- viajar para a América Central por 2 meses pra estudar inglês.  
2- Ser au pair por um ou dois anos e viver o inglês.  

Bom, vocês já sabem a opção escolhida né! Uma amiga comentou sobre o au pair, que até então eu não estava focada nisso, pois nem imaginava que eu pudesse fazer este intercâmbio um dia, mas decidi dar uma pesquisada no YT e ver o que aconteceria. Nossa, uma chuva de informações, uma chuva de garotas que foram au pairs, que eram na época e outras que nem tinham saído do brasil mas já estavam vlogando... OMG, MAS QUE ZORRA DE AGENCIA SERIA A MELHOR? 
Confesso que entre tomar a decisão, escolher a agencia feat. começar o processo, não levei uma semana. Sabe quando você decide algo pra sua vida, com tanta vontade que você só foca? Foi o que eu fiz. A princípio tinha decidido por 3 agências: 

1 – Uma que tivesse escritório local e eu pudesse conversar pessoalmente pra ter segurança. 
2- Agencia de uma au pair youtuber que eu tinha amado, mas escritório só no interior do estado. 
3- Agencia com base em São Paulo, com outros escritórios por vários estados, EXCETO minha cidade. 

MAS CLARO, TU ESCOLHEU A AGÊNCIA DE MAIS COMODIDADE NÃO É MESMO? Aí eu digo: NÃO! 
Optei deliciosamente pela opção 3, a mais complicada... PRA VARIAR. A agência que eu escolhi foi a Cultural Care. Realmente isso tornaria meu processo mais complicado, por não ter um escritório local e a principio, eu teria que viajar para fazer a entrevista de seleção nesta agência (VIAJAR= AVIÃO= PASSAGENS CARAS= NÃO TENHO GRANA= SOCORRO!). "Mas caramba, só nessa dificuldade que tu falou mermã eu já partia pra outra..." Aí eu te digo: Busque sempre o melhor para a sua vida, não importa o quão difícil pareça, no final tudo compensa. "Ah, então quer dizer que de todas as agências no Brasil essa tal de Cultural Care e a melhor de todas?" Isso é bem relativo, enquanto eu tive o eu processo aprovado e iniciado por essa agência, outras pessoas tiveram problemas e muitas até não gostam... É uma escolha pessoal sabe, mas dentro das suas condições, busque o melhor para vivenciar o seu ano e de forma mais segura possível, e acredite que pois mais postagens que voce veja, cada experiencia é tão unica e especial que nao faz sentido nao arriscar por experiencia de outras pessoas. De fato, espero que você realmente tome esta grande decisão, de expandir os seus horizontes.

QUER SABER MAIS SOBRE, O QUE ACONTECEU NO PROCESSO? AGUARDEM!

0 comentários :

Postar um comentário