domingo, julho 09, 2017

Qual a maior dificuldade do programa au pair?


Hey!


Já de cara, quero contar pra vocês que a maior dificuldade não é ter que cuidar das crianças. Não mesmo!!
Depois de todo esse tempo como au pair, acompanhando os grupos no facebook, roda de amigas au pairs e etc, eu percebi que nunca, ou quase nunca as au pairs reclamam das crianças, mas sim dos Host Parents.


É bem claro pra mim que muita host family por aí recebe au pair, sem nem ao menos está preparada para recebê-la, ou não conhece quais são as regras do programa. Eu citar aqui quais são os tipos de host family que tenho visto por aí, e acreditem, é real.


Tipos de host family:


1- Vou começar com o pior tipo de host family, que é a host family folgada. Faz um acordo com a au pair de 30 hrs por semana ( horário máximo permitido na Holanda) pagando o pocket de money de 340 euros. Só que na realidade, coloca a au pair trabalhar muito mais que o horário permitido, manda fazer tarefas que não são da obrigação da au pair, e não paga nada mais por isso, e se a au pair reclama, eles acham que a au pair está errada, não aceitam a reclamação e muitas vezes colocam a au pair pra fora de casa, caso ela não queira trabalhar mais que as 30 horas semanais.


2- Tem a host family que pede pra au pair trabalhar as horas extras, e acerta um valor com a au pair. A minha host family na Holanda era assim, eu trabalhava 10 horas a mais por semana, e no final recebia 200 euros a mais. Ideal.


3- Tem a host family carente, que quer que a au pair fique sempre por perto, além do horário de trabalho. De vez em quando tudo bem, mas sempre não rola né gente?!


4- Tem a host family que coloca a au pair pra fazer várias tarefas que a au pair não deveria fazer, mas dentro das 30 horas semanais. Tá errado gente. Tinha amiga minha que passava roupa da família inteira, arrumava a casa toda, fazia jantar e ainda cuidava das coisas das crianças. Absurdo.


5-Tem host family que não deixa você receber amigos em casa, e eu particularmente acho isso horrível. No Brasil e na Holanda, sempre gostei de receber meus amigos em casa, e na casa aqui da Bélgica não posso receber quase ninguém.


6- Tem host family que acha que a au pair tem sempre que estar disponível pra eles. Acham que o fato de ter uma au pair em casa, eles tem uma flexibilidade maior nos horários. O que é verdade, mas tem família que abusa demais. Por exemplo: seu horário é até as 18:00, mas eles chegam as 21:00, como se nada tivesse acontecido, e fosse a sua obrigação aceitar isso. Tá errado!

Acho que o maior problema das host families é que elas em sua grande maioria só olham o lado deles. E acham que a au pair vai aceitar qualquer coisa porque ela tem medo de voltar pro Brasil.


Eu entendo que é uma situação muito complicada, mas acho que sempre que você não estiver confortável com uma situação que está acontecendo durante o intercâmbio, você precisa sentar com os seus hosts e conversar. Sempre que meus hosts da Holanda me pediam alguma coisa absurda, eu falava que não concordava, e que achava que deviamos sentar e conversar sobre. Sempre deixei claro desde o skype, que gostaria que a minha principal função fosse brincar com as crianças. então quando eles vinham com história de “acho que da tempo de passar aspirador na casa inteira, pois são duas au pairs” eu falava, “não, não tem como fazer isso, vamos conversar”. Comunicação é a melhor saída.


Nunca aceitem fazer coisas que vocês não querem fazer, sempre cobrem se vão fazer hora extra, ou troque por folgas. Tenha bom senso, e tente resolver tudo na melhor maneira possível.


Se você já é, ou já foi au pair, me conta como é/era a sua host family aqui nos comentários.

Eu agora tenho um blog onde vou compartilhar mais coisas sobre a minha experiência aqui na Europa.
www.ingridcostablog.com

Instagram: @ingridcostablogCanal no youtube: Ingrid Costa



Espero que tenham gostado,


vejo vocês no próximo dia 9!
Beijos,
Ingrid Costa

0 comentários :

Postar um comentário