quinta-feira, setembro 21, 2017

O dia que eu perdi meu host dog

Oi pessoal, como vocês estão? Espero que estejam bem! 

No post de hoje, como prometido, vou contar para vocês como eu perdi meu host dog. 

Fonte: arquivo pessoal

Como vocês podem ver, além de culta, a Maya era um doce de cachorro. As crianças pintavam e bordavam com ela (e eu também). 

Ela me ajudava com a limpeza do chão quando as crianças derrubavam comida e protegia a casa. Tirando o carteiro e um dos vizinhos, a Maya gostava de todo mundo e não dava trabalho nenhum. 

Ela ficava feliz com duas caminhadas diárias e muitos, mas muitos cochilos. A Maya era como uma filha de quatro patas. Antes da Maya, o Scotty era o único cachorro da casa. 

Quando meus hosts decidiram ter filhos, eles compraram uma boneca pra acostumar os cachorros antes do bebê chegar. Que fofos!

Em um belo dia de reforma da cerca do quintal, a Maya estava conosco em casa e decidi deixá-la sair para usar o banheiro (leia-se quintal) depois que o pessoal da reforma tinha ido embora e nada da Maya voltar. 

Chamei, chamei e nada. Decidi descer as escadas e o portão estava aberto. Gelei. Saímos, eu e o meu host baby atrás da Maya e não a encontramos. 

Mandei mensagem pra minha host mom avisando e em dois minutos meu host dad me ligou.  Ele estava calmo, mas me deu 10 minutos para achá-lá, se não ele ia sair do trabalho para me ajudar a procurar. 

Peguei o carro e o bebê e saí dirigindo por onde ela costumava passear junto com o biscoitinho favorito dela, chamando e assoviando. Nada. Perguntei para todas as pessoas que estavam na rua e ninguém tinha visto um labrador cor chocolate. A esse ponto eu só pensava na minha extradição (ou rematch é claro). 

Detalhe que estava quase na hora de buscar o outro host kid na escola. Voltei para casa desolada, a ponto de fazer a ligação que eu nunca pensei em fazer na vida e para a minha surpresa, a Maya estava sentada em frente ao portão, toda plena. Desci do carro, tirei o bebê da cadeirinha e corri pra abraçar a Maya. 

Liguei pro meu host dad e avisei que a Maya estava sã e salva. Que alívio!

Tenham bastante atenção nos animalzinhos da host family de vocês e não se esqueçam que eles fazem parte do pacote ano de au pair, quer vocês queiram ou não. 

Se tiverem alguma dúvida ou sugestão, escrevam nos comentários. 

Beijos e até o próximo dia 21!

Bárbara Albuquerque

Nenhum comentário:

Postar um comentário