sexta-feira, outubro 20, 2017

Sobre estender por 6 meses com outra família

O objetivo do blog de hoje é contar sobre meu processo de extensão e me disponibilizar a tirar dúvidas de quem está pensando em fechar contrato de apenas 6 meses com uma host family diferente do primeiro ano. Espero com isso amenizar o medinho que eu sei que bate na hora de tomar essa decisão.

Imagem relacionada


Antes de começar o post, é importante dizer que eu estou com a Cultural Care, portanto quando eu falar sobre fluxo de famílias e custos, eu estarei me referindo à esta agência. Mas no geral eu vou tentar trazer informações que ajudem todo mundo.


Eu já me adianto em dizer que se seu único medo é não conseguir match por falta de demanda, pode ficar tranquila(o)! Um dos maiores questionamentos que fazemos sobre esse assunto é se é difícil encontrar host family disposta a acolher uma au pair por apenas 6 meses. Bom, com base na minha experiência, eu posso afirmar que não precisam se preocupar.


Durante o meu processo, eu tive diversas entrevistas, e meu perfil ficou ocupado quase todos os dias. Então, sim, dá para ser seletiva(o). Só porque você vai ficar metade de um ano, não significa que tenha que aceitar qualquer oferta. Se você chegou até o segundo ano, é porque tem experiência de sobra e um inglês acima da média. Seja exigente!


escolhendo o que vestir


Os motivos que fazem as famílias de acolhimento quererem contrato de curto prazo são diversos. Pelo que percebi, os mais comuns são: por serem novas no programa e querem ver se se adaptam; terem criança(s) prestes a entrar na primeira série (cujo período é integral, então logo não vão mais precisar de au pair); e pais com trabalhos sazonais. Este último foi o meu caso. Minha futura host mom trabalha para o Ballet de São Francisco e só precisa de ajuda extra quando a companhia está em temporada de apresentações, que dura exatamente os meus 6 meses de extensão.


Resultado de imagem para here we go again


Custos


Em qualquer extensão, independente de ser com a mesma família ou outra, e independente de ser por 6, 9 ou 12 meses, nós temos que pagar uma taxa de $367 para a agência. Esse valor pode ser pago em cartão de débito ou crédito (mas não aceita Discover). Muitas host families se oferecem para pagar esse valor como presentinho de boas vindas, mas não foi o caso da minha. /chorosa


Já os custos com seguro saúde/viagem são equivalentes à quantidade de tempo que você optar. No meu caso, o seguro completo ficaria por $250, mas eu resolvi não pagar. Ao contrário do que a agência vai dizer pra tentar te convencer a pagar, eu não acho que ele seja tão necessário assim. é que ainda temos direito ao nosso plano básico.


Se você for mudar para um estado muito longe do seu atual e precisar pegar avião, a agência paga essa passagem, mas as bagagens são por sua conta. O meu voo vai ser pela American Airlines, que só dá direito a uma carry-on. A primeira bagagem despachada é $25, e a segunda, $35.


Esses são os únicos custos que eu vou ter.


Créditos, férias e travel month


As férias e os créditos também são equivalentes aos 6 meses. Agora, ao invés de duas, eu só terei direito a férias de um semana remunerada, e a Host Family vai me pagar só até $250 para o curso. Pelo menos dessa vez eu só preciso de 3 créditos, e não mais 6, para completar o programa com sucesso.


Quanto ao travel month, aquele período em que temos direito a viajar pelos Estados Unidos (sem sermos pagas), ainda é válido pelo mês inteiro, e ele vai ser transferido para o fim do seu ano.


-

Então é isso. Espero ter muitos leitores interessados no assunto extensão, pois ainda tenho muito o que falar sobre isso, e principalmente sobre minha mudança para a Califórnia, que acontece no dia 15 de novembro. Me desejem boa sorte!

Nenhum comentário:

Postar um comentário