segunda-feira, dezembro 18, 2017

Devolvendo os bichinhos para a jaula



Olá pessoal!
Como vão?
Hoje vou contar um dos casos de desespero que passei com minhas host kids na primeira semana de trabalho.

Estávamos em pleno verão, as kids já estavam cansadas de ficarem em casa ou fazerem as mesmas coisas. Então, a host mom teve a brilhante ideia de irmos ao Bronx Zoo (o maior zoológico metropolitano dos EUA e um dos maiores do mundo). Achei a ideia ótima já que eu também queria conhecer o lugar, os hosts estavam de folga e poderíamos sair e nos divertirmos todos juntos. SÓ QUE MUITO NÃO.


Às 9 horas chegamos em frente ao zoológico, o hosto pegou o carrinho duplo das kids, nos acompanhou até a porta do zoo, me entregou a mochila cheia de coisas e disse "Buscaremos vocês às 17h. Have fun!".

Fiquei meio cismada, pois o dia que fomos era mais lotado já que a entrada era franca para todos, também porque era minha primeira semana como au pair e a primeira vez sozinha com as crianças. As minhas kids no começo não me obedeciam, fingiam que não me ouviam, além de se acharem adultas e quererem sair sozinhas por aí (elas têm 5 e 3 anos). Só fiquei observando o "funny day" que teríamos.



Depois de quase 1 hora na fila conseguimos os tickets. Elas estavam quietas e com sono. ÓTIMO. Mas foi só colocar o pézinho lá dentro que a alma de kids diabólicas predominou sob elas. TUDO aconteceu naquele dia. TUDO.

Quem tem que usar carrinho duplo para carregar crianças sabe que não é fácil ficar empurrando e manobrando aquele troço enorme pelas pessoas. Minhas kids também sabiam disso e se aproveitaram para saírem correndo enquanto eu carregava o trambolho.

Dia vai, dia vem, víamos cada bicho por 30 segundos e depois elas já estavam gritando que estava chato e queriam ver outro animal. Estava levando as coisas como dava, até que a kid mais nova em um ataque de nervos pegou os dois sapatos dela e jogou dentro da jaula das zebras/cervos. Sim.



Ela jogou e começou a chorar, espernear e gritar. Coloquei as kids no carrinho e afivelei as duas para irmos procurar um funcionário para ir pegar os sapatos lá dentro. Aí foi aquela maior vergonha ao contar para o funcionário o que aconteceu. O moço foi super compreensível e disse que ia pedir para buscarem. Fiquei aliviada... mas o alívio não durou 10 segundos ao olhar em volta e ver que a menina mais velha não estava mais no carrinho.

MEU FUCKING GOD SILVIO SANTOS.



Desfaleci, faleci, ressurgi e morri.
Comecei a rezar. A única coisa que pensava era eu contando para os hostos que perdi a menina. Já me vi na cadeia ou foragida. Entrei em desespero, saí gritando o nome dela, enquanto a mais nova ainda não parava de chorar pelo sapato. UM INFERNO.

Até que depois de 5 minutos achei a kid não muito longe de mim, mas também perdida, chorando e gritando meu nome. Depois disso foram abraços, choros, broncas e promessas de não fazer mais isso... até a hora do almoço.

Sentamos em uma das mesas que há para lanchar e em volta ficam alguns bichinhos soltos por lá, como pavões, macaquinhos e tartarugas. Não deu nem tempo de abrir a mochila para pegar os lanches e a kid mais velha já estava em cima de um pavão. Foram segundos entre eu ver e dizer "volta aqui" e o pavão atacá-la depois dela ter puxado as penas dele. 

Outro alvoroço começou: ela deitada no chão, o pavão voando/correndo para cima dela, eu em volta jogando as coisas nele para sair, a kid mais nova chorando que estava com fome, e as pessoas em volta olhando e gritando para alguém ir ajudar.


Resolvida a situação, novamente passamos por choros, broncas e promessas. Tudo isso e ainda era só 11h30.
O resto do dia se resumiu em ficarmos em áreas menos cheias, fazer coisas mais calmas e que mantivessem as kids menos perto dos animais, pois eu estava há um passo de deixar as bichinhas nas jaulas hahaha.

Até o horário de ir embora fizemos atividades oferecidas pelo zoológico (como gincanas), pinturas no rosto, tomamos sorvetes e compramos alguns souvenirs. Às 17 horas quando os hostos chegaram e nos perguntaram se nos divertimos as meninas tiveram a audácia de falar "it was just ok". Just like that.



A Santa Au Pair tem apenas que aguentar, sorrir e aproveitar do jeito que dá... hahaha

Até o próximo dia 18! :D




4 comentários:

  1. Biia! Adorei o post!!!
    OMG a vida como ela é kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahah a gente sobrevive como pode

      Excluir
  2. Respostas
    1. hahahah com respeito ou sem respeito eu tbm dou risada quando lembro agora

      Excluir