quinta-feira, janeiro 18, 2018

E os bichinhos?

Olá gente!
Como vão?

Está errado quem pensa que au pair cuida só de kid. Boa parte das au pairs vivem com host families que têm cachorros, gatos, tartarugas, porquinhos, etc. E para algumas au pairs, o convívio e os cuidados com os bichinhos entram na rotina. 

Os afazeres em relação ao pet não é da responsabilidade da au pair, mas pelo menos para mim - uma animal lover assumida - foi impossível morar lá e não cuidar, brincar e me apaixonar pela pet da família.

Minha host family tem uma labradora linda chamada Betsy e o amor por ela foi instantâneo. Algumas vezes eu preferia mais cuidar da Betsy do que das kids hahhahah.



A gente compara várias coisas do Brasil com país que vivemos (preços, casa, segurança, política, dates, personalidades, transporte, etc), mas quase sempre esquecemos de ver a diferença entre nossos cuidados com os bichinhos, algo que muda MUITO, pelo menos entre o Brasil e o EUA.

Vou falar um pouquinho sobre essas diferenças entre os dois países, começando pela que mais me agradou, que é que os cachorros vivem e ficam dentro de casa. Eles compartilham todos os espaços da casa com a família. Não tem aquela coisa de "cachorro só do lado de fora", como acontece muitas vezes no Brasil.

O custo de manter um cachorro no EUA é muitíssimo alto, e muitas vezes antes de uma pessoa adquirir um cachorro (seja por compra ou adoção) é conferido se o futuro dono terá condições financeiras e de boas condições de vida para mantê-lo.




Os cachorrinhos no EUA também são bem quietinhos, talvez pelo fato de ficarem bastante dentro de casa. Quase nunca latem ou rosnam. Um exemplo disso é a Betsy, que por todo o tempo que morei com a host family, só a ouvi latir uma única vez para um esquilo que entrou na cozinha para pegar comida.

E a maior e melhor diferença de todas na minha opinião: não existe cachorro de rua. Estive um bom tempo no EUA e Canadá, passei por várias cidades e nunca vi nenhum cachorrinho de rua. Há uma grande preocupação com a causa, e existem muitas pessoas interessadas em adotá-los ou ajudá-los em instituições. 

Enfim, acredito que o Brasil deveria seguir esse exemplo. E au pairs que têm bichinhos, cuidem e amem muuuuito seus host pets, pois o amor que os animaizinhos nos dão não muda nada de um país para o outro. 

Abaixo vai um vídeo que fiz da minha host dog Betsy!





Beijo

Nenhum comentário:

Postar um comentário