sábado, janeiro 06, 2018

Eu embarco amanhã, e agora?!

Sentimento é uma coisa louca, né? Já havia escolhido o assunto desse post desde o primeiro que publiquei mês passado (alías, se você ainda não leu, clique aqui 😊), confesso que esperava escrever sobre minha ansiedade, minhas dúvidas, choros, falta de fome ou o excesso dela, insônias e todo aquele blablabla que o novo traz. E não, não é assim que me sinto. Estou leve!


Que o medo nos atrapalha não é novidade para ninguém, mas você consegue perceber o tanto que eu perderia se tivesse deixado ele me dominar? Ou até mesmo o quanto ele está te atrapalhando em qualquer aspecto da sua vida? Deixa ele ir! Sentir medo não é algo ruim, o problema é quanto ele domina. Medo é a reação do corpo diante do diferente, ele é importante para que não ultrapasse o limite da segurança perante aquilo que não tem conhecimento algum. Ele pode, porém, bloquear e fazer com que continue na mesmice sem conhecer o amanhã incrível que o destino reserva. Se joga. 



Se não a mais, estou numa das fases mais felizes da minha vida, estou certa do que quero viver e aberta ao que vem vindo. É óbvio que um trilhão de pensamentos ~negativos~ já ousaram tentar me atrapalhar, mas é tudo questão de escolhas. E, gente, não falo da boca pra fora: nunca nem voei de avião, não me lembro de ter saído do meu estado. Pensa só o número de vezes que o medo fez eu me perguntar se sou forte o bastante para isso. E o tanto que a ansiedade quis morar em mim para não me deixar viver o hoje e pensar só no futuro. Eu sou muito forte!





Eu escolhi - e escolho - acreditar em mim, me desafiar para não continuar na mediocridade, parar de ouvir o mundo para sentir o que o meu coração sabe. Eu escolho aproveitar todos os dias que tenho aqui com a minha família e meus amigos, me despedir das comidas que gosto (alô, açaí), abraçar bem apertado quem amo, me manter lúcida em todos os momentos, sorrir sempre que me lembrar que terei de dizer "tchau". Escolha ser feliz e controlar aquilo que está em seu pleno controle (e não se desgastar com o que não está também!). Tudo são fases, viva cada dia no melhor de si porque um dia vai ter que se despedir. E não se esqueça, apenas crie expectativas em cima da sua capacidade, é tudo sobre você - o outro e a coisa não estão sob seu domínio. Aproveite a uníca coisa que é real: o aqui e o agora, inclusive quando a hora do seu embarque chegar. 




Beijo, 

@mmarinavasconcelos

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Meninaa amei seu post.Parece que você está me descrevendo...só embarco em março mas já estou sentindo tudo isso haha Bjss boa sorte!

    ResponderExcluir
  3. Não deixe de nos contar sobre a chegada, boa sorte!

    ResponderExcluir