segunda-feira, janeiro 15, 2018

Volta ao Brasil depois de 1 ano e 2 meses na Bélgica | Tô enlouquecendo ou tô amando?

Feliz ano novo!!
Tô atrasada eu sei, mas quero mandar boas energias para vocês e espero que comecem o ano com o pé direito. 

Para dar sequência ao meu último post "PÓS AU PAIR NA BÉLGICA: Vida nova em 2018 feat. O que fazer?", quero falar com vocês sobre a minha chegada no Brasil. Vou ficar por aqui por cerca de 1 mês e quero dividir com vocês minhas impressões agora que estou no meu antigo "lar doce lar".

Eu cheguei em Praia Grande, litoral de SP, onde meus pais e familiares moram há pouco mais de uma semana. Vim direto de Portugal, onde passei uma semana de férias antes de voltar pro Brasil. 

Cascais - Portugal
Essa primeira semana no Brasil eu reservei para ficar com meus pais e parentes, e foi uma delícia (ainda está sendo uma delícia). Comer a comidinha da mamãe não tem preço e ser muito mimada e amada é bom demais.

Estou no Brasil há pouco tempo, e com data marcada para ir embora, mas não tive nenhum choque cultural como algumas meninas que voltam têm. Não desejei estar na Europa nenhum dia desde que estou aqui. É como se eu nunca tivesse saído do Brasil. Na verdade, me sinto em casa aqui, como me sinto em casa na Europa.

Eu acho que eu mudei mais do que o Brasil. Pelo menos minha cidade continua muito parecida com as lembranças que eu tinha. Achei que iria morrer de medo da violência quando voltasse, mas estou lidando bem com a realidade aqui. Continuo com medo, mas eu nunca deixei de estar sempre em alerta; nem mesmo quando morava na Bélgica, pois cada lugar tem seus problemas e a gente tem que se adaptar a realidade do momento.

Eu penso que se eu tivesse que viver no Brasil novamente eu viveria. Encontraria um trabalho, começaria uma outra faculdade e seguiria minha vida como sempre fiz. Por mais que eu não me identifique tanto com o Brasil, é o lugar onde eu nasci e cresci, onde minha família e amigos estão e onde comecei a escrever minha história. Não posso apagar de onde vim, e nem quero, pois grande parte da pessoa que sou, tem a ver com as minhas raízes. 

O Brasil vive um momento muito difícil, mas ainda sim é um lugar que posso chamar de lar. É pra onde eu posso voltar sempre que quiser e precisar. Não julgo quem não pensa em voltar, mas entendo quem tem dúvidas sobre ficar.

Minha melhor amiga e melhor mãe do mundo

Respondendo a pergunta título do meu post, não estou enlouquecendo de vontade de ir embora. Pelo contrário, estou amando estar aqui. E minha mensagem pra quem tem medo de voltar é:

"Se você foi capaz de bater suas asas e voar longe o bastante uma vez, não tenha medo de voar mais uma vez".

Voltar para o Brasil não significa se enterrar num buraco e não sair nunca mais. Você pode sim voltar, traçar novos planos e voar novamente, se não achar que o seu lugar é aqui. Acredite em você e nunca deixe de sonhar!

Um beijo e até dia 30.


Por Valeska Monteiro
Twitter
E-mail: vikingbrasileira@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário