sábado, março 10, 2018

Por que eu escolhi a Bélgica e não os Estados Unidos para ser au pair?

Quando eu descobri o universo au pair, pensava que o programa só era regulamentado nos Estados Unidos. Até que um dia descobri que alguns países da Europa contam com o programa e aceitam brasileiras!


A minha reação foi mais ou menos assim...




Fiquei dividida entre países da Europa e os EUA. Pesquisei algumas informações e comecei a trabalhar nelas. Em pouco tempo, eu já não tinha dúvida. Era Bélgica e pronto. Os motivos foram basicamente:

1 – Meus 24 aninhos
24 anos é uma idade aceita nos dois países. O problema é que na Bélgica só se pode aplicar para o programa até 25 anos. Aí comecei a correr contra o tempo para aproveitar a Bélgica e ainda ter a possibilidade de tentar os EUA depois!

2 – Menos burocracias
Falar sobre burocracias é algo relativo, porque cada país tem as suas regras. No caso da Bélgica, eu acho o processo mais tranquilo em termos de documentação e requisitos (por mais que os trâmites sejam mais demorados). 

3 – Horas trabalhadas
Nos EUA, uma au pair pode trabalhar no máximo 45 horas semanais. Na Bélgica, 20 horas semanais. Sabemos que na prática isso nem sempre acontece, mas só pelo fato da jornada de trabalho cair mais da metade, achei muito interessante! 

4 – Vamos falar de dinheiro


Nos EUA, a base do pocket money é de USD 195,75 semanais. Já na Bélgica, é de € 450 mensais. Na cotação de hoje (02/03/2018), uma au pair recebe teoricamente R$ 22,50/hora na Bélgica e R$ 14,14/hora nos EUA. É claro que a qualidade e o custo de vida são diferentes. A conversão é só para ter uma ideia mesmo!

5 – Aprendendo novos idiomas
A Bélgica possui 3 idiomas oficiais (neerlandês, francês e alemão). Como eu adoro aprender novos idiomas, fiquei encantada com a possibilidade de falar inglês com a minha host family e ainda ter contato com outros idiomas locais. 

6 – Viagens pelo velho continente
O continente europeu sempre me chamou a atenção pela acessibilidade de viajar de um país para o outro e conhecer diversas culturas a poucos quilômetros de distância. Logo, morando na Bélgica, eu poderia aproveitar isso! 

7 – Alimentando uma paixão de anos
Não, eu não tenho nenhum relacionamento com um belga hehe. Sou apaixonada pela Bélgica desde 2016 quando visitei Bruges. Infelizmente, devido a um atentado, não pude conhecer outras cidades, mas eu disse a mim mesma...
“Eu voltarei em breve e quem sabe eu não moro nesse país um dia?”
Bom, a gente tem que ter cuidado com o que fala (ainda mais quando se trata de um sonho). Essa nova aventura começa no mês que vem e espero compartilhar um pouquinho dela por aqui 😊

E me conta... Você já listou bons motivos para escolher um país e não outro para ser au pair? Comenta com a gente!

Um beijo e até mês que vem!

5 comentários:

  1. Não sabia que a Bélgica só aceita até 24 anos!!!! Chorando 😭
    Quero EUA, mas sempre pensei em depois dos EUA ir pra Europa e estava pensando na Bélgica mesmo, mas agora não sei mais!

    ResponderExcluir
  2. Oi Luana! A Bélgica aceita até 25 anos, talvez dê tempo de você ir pra lá depois! Veja direitinho e coloque na balança. Qualquer coisa estamos a disposição :)

    ResponderExcluir
  3. Oiiii, queria saber qual agência vc escolheu pra fzr o programa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. È pq tbm quero fazer na bélgica

      Excluir
  4. Oi Hilbert! Encontrei a minha família no AuPairWorld e fizemos o processo pela agência Au Pair Support Belgium (preferência da família). Lembrando que não é obrigatório o uso de agência para ser au pair na Bélgica ;)

    ResponderExcluir