quinta-feira, março 29, 2018

Uma vez Au Pair, Au Pair para sempre!

What's up guys?!

Sou nova por aqui e estou super animada para compartilhar minha experiência de Au Pair com vocês!

Prazer, eu sou a Ban! Fui Au Pair na Califórnia de 2011 a 2012, e depois do ano mais maravilhoso da minha vida resolvi me mudar pra NYC para estudar, onde acabei trabalhando como nanny por mais 5 anos.
Experiências e histórias com crianças, famílias, e sobre as dificuldades de morar fora não faltam por aqui rs!!

San Diego's (always) Blue Sky

Como tudo começou...

Assim como muitas de vocês, eu tinha um emprego "9 to 5" no Brasil que sugava minha alma e me desmotivava a continuar na profissão de moda. Aí veio aquela sede de mudanças...

Pesquisei várias formas de intercâmbio e vi que o Au Pair seria minha melhor opção. Fiquei com a papelada da agência na bolsa por semanas sem coragem de tomar uma decisão, até que um dia durante mais uma reunião inútil na empresa, resolvi que não aguentaria mais um minuto daquela loucura. Sai do trabalho, passei na agência, paguei as taxas e assinei o contrato.

Pronto! Não tinha mais volta.

No dia seguinte pedi demissão, e entre meu último dia de trabalho e o embarque para os Estados Unidos passaram-se 6 meses.

A chegada

Feliz da vida por ter conseguido basicamente tudo o que eu queria no Match, cheguei nos Estados Unidos super ansiosa para viver o que me prometeram ser o melhor ano da minha vida. E realmente foi, mas claro com muitos desafios. 

Cheguei na casa dos meus Host Parents numa sexta à noite, e as crianças estavam me esperando acordadas (ou quase rs) para uma "Ice cream party". Eu estava morta de fome mas a vergonha falou mais alto, então tomei meu sorvete enquanto conversávamos e fui dormir. 

No sábado teve um barbecue para que os amigos da família me conhecessem, fui muito bem tratada e não poderia ter sido melhor. Mas depois de algumas horas, enquanto todos se divertiam na piscina, bateu aquela deprê. Subi pro meu quarto e, às lágrimas, pensei: o que eu vim fazer aqui??
Depois de uns minutos de ansiedade, medo e saudades de casa, ouvi uma das crianças me chamando lá de fora: Ana, volta pra piscina! E o resto é história. 

Durante aqueles 12 meses fui do céu ao inferno. Conheci pessoas maravilhosas, me apaixonei, me decepcionei, descobri que é possível amar nossas Host families e querer fazer de tudo por eles. Tive dores de cabeça até o inglês ficar fluente, me descobri como pessoa, bati meu carro (o carro deles rs), viajei, sofri com amigos indo embora, chorei de saudades de casa, e até hoje nada se compara a essa experiência.

Brooklyn Bridge

Agora, quase 7 anos depois, moro em Nova York, sou atriz e diretora de luta, e a j
ornada até aqui também tem sido única. 

Conto mais no próximo dia 29 ;)

Ban 


Ah, para mais dicas sobre o unvierso Au Pair, principalmente pra quem está começando o processo, dá uma passadinha no meu blog:

Au Pair by Ban
Insta: @banzsposito

Nenhum comentário:

Postar um comentário