sábado, junho 02, 2018

Dutch kids



Oi gente, tudo bem?

Hoje eu queria falar um pouco sobre o comportamento das crianças holandesas, de acordo com a minha percepção durante esses (quase) 5 meses de Holandinha.

Umas das coisas que eu pensava antes de vir, era a curiosidade em relação a criação das crianças daqui. Obviamente já tinha ouvido falar que eles são criados pra serem independentes desde cedo. E foi bem por aí mesmo. Uma das primeiras coisas que eu percebi é que as crianças daqui fazem muitas aulas extracurriculares (futebol, música, hóquei, balé etc), além da natação (que é quase que um esporte obrigado e todos fazem). Eles também começam a pedalar desde cedo (desde cedo MESMO), criando uma certa independência já tão cedo também.

Outra coisa que percebi é que os pais aqui deixam que as crianças realmente vivam a infância. Não existe aquela super proteção com medo de que eles caiam, se machuquem (dependendo da situação, obviamente) etc. Eles sabem que é dessa forma que farão os filhos crescerem mais fortes e independentes. Não criam barreiras/medo desde o início. Essa é uma das diferenças que eu notei em relação as crianças brasileiras. Aqui as crianças não são mimadas, como no Brasil. Aqui eles são criados pra serem independentes realmente cedo. E tudo que é vivido vai servindo de aprendizado.

Dentro de casa, por exemplo, televisão e Ipad é algo completamente controlado. E isso não é apenas o que eu vejo dentro de casa, por exemplo, mas o que eu tenho visto desde que comecei a ser aupair aqui. Todos os amigos dos meus kids, as kids das AuPairs que eu conheço, etc, tem um limite diário (ou semanal!) pra assistirem televisão. É algo bastante controlado. O objetivo é que as kids realmente brinquem, saiam, interajam... e não simplesmente percam horas do dia de frente a uma tela animada. E isso também foi uma das diferenças que notei em relação a algumas crianças no Brasil. As crianças já estão nascendo muito conectadas, passam horas de frente a TV, por exemplo. Claro, mais uma vez, sem generalizar. Também sei que é algo muito cultural também.

E, por fim, a punição entre eles aqui é SEMPRE com base em conversa. Nada de punição física. Se as kids erram, os pais explicam exatamente o que foi feito de errado e porquê. E eu acho que esse é o melhor tipo de punição. Se você faz a criança refletir e entender exatamente o que foi feito pra não repetir novamente. Aprendizado.

Essa tem sido a minha vivência durante esse tempo aqui. Tenho aprendido bastante com eles também. 

Beijinhos, 

Rahy


Nenhum comentário:

Postar um comentário