segunda-feira, junho 11, 2018

Isso não te pertence mais

Quando decidimos nos jogar nesse mundo cheio de aventura, que é o au pair, nem sempre pensamos num futuro que nem é tão futuro assim. Um futuro que é quase um presente, ou melhor dizendo vai se desenhando, se formando bem rápido, de acordo com as decisões e ações do presente. Esse futuro, é o pós au pair!



Ele pode ser no país do intercâmbio, no país vizinho, em outro continente ou até no Brasil. Pode ser ainda como au pair, ou também como estudante. Solteira, casada, amigada, sozinha... São muitos os caminhos que se abrem e cabe a nós escolher um.

Quando nós decidimos voltar para o Brasil, logo após o final do intercâmbio, a família, os amigos, a casa, o cachorro, e até os vizinhos, estão nos esperando. Muita coisa não mudou, ou pelo menos não drasticamente. O quarto muitas vezes fica do jeitinho que nós deixamos. É como se o tempo tivesse parado para o pessoal daqui, tivesse passado só para nós. É difícil, mas a gente meio que se adapta.

Mas quando decidimos “ficar por lá”, quando “arrumamos nossa vida no estrangeiro”, mesmo tento a probabilidade de voltar para casa, as coisas são um pouco diferente. 

Nosso quarto, deixa de ser nosso, as poucas coisas que deixamos se amontoam dentro de caixas que ficam guardadas no fundo do armário. As roupas e os sapatos que nós nem lembrávamos que existiam são usados vez ou outra (ou sempre) pelo pessoal que ficou. 

E assim as coisas vão mudando, lá e aqui, e quando voltamos, as vezes nem temos para onde voltar. As vezes nem reconhecemos aquele lugar como nossa casa.

É claro que nossos pais, avós, tios, irmão, primos, amigos, estarão sempre lá para nós e eles sempre darão um jeitinho brasileiro de nos receber com muito amor e carinho, mas prepare-se, porque pode ser que apesar de todo esse amor, a volta para casa, seja no fundo a volta para um lugar estranho. 


É isso ae pessoal, que nós saibamos nos preparar para todas as situações e sejamos sempre flexíveis!

Nenhum comentário:

Postar um comentário