domingo, outubro 07, 2018

Adaptação é difícil, mas e a readaptação?


Oi gente. Vic aqui! 

Sabe quando a gente abandona nossa casa, conforto, família, segurança, amor, etc etc etc e começa a surtar até que um dia percebemos que tudo está encaixadinho de novo? Essa é a nossa fase de adaptação! Leva tempo. Desespero. Drama. Na minha listinha pessoal posso até acrescentar decepção. Mas a
gente ter que se manter firme e resiliente até o final... e esse final a gente não vê chegar. Um dia você finalmente entende que já está de novo "onde deveria estar". Você se adaptou. 

Eu estava morando no sul da França, numa cidadezinha linda chamada Aix-en-provence, fiquei lá por 6 meses. Se hoje me perguntarem como foi minha experiência: M A R A V I L H O S A. Amo de paixão minhas kids que ficaram lá. A família virou minha família e tenho o melhor relacionamento do mundo com eles. Se tivessem me perguntado na 1° semana: Desistam do au pair, não venham, quero voltar pro Brasil.

Nossa Vic, como assim? 

Foi exatamente assim... passei uns bocados quando cheguei do tipo: criança mal educada, pais sem paciência, língua que não domino, e a lista continua. Mas a questão principal ai é que eu sou um ser humaninho que sofre muito por antecipação e comecei a desenhar o pior quadro possível na minha cabeça de como seria esse intercâmbio e foi ai que me surpreendi porque tentei viver mais no presente e não tentar adivinhar e precipitar o futuro e dando tempo ao tempo as coisas mudaram da água pro vinho. Ganhei confiança das kids então a mal criação diminuiu, os pais deram uma relaxada, as aulas começaram e por ai vai...
E tudo começou a se encaixar. Eu tava em casa de novo!
Ai como a senhorita aqui não consegue sossegar resolveu se aventurar em Paris (isso é história pra outro dia), mas enfim eu mudaria de família. O que? Tudo de novo? Todo o sofrimento e etc? Sim. Exatamente. E não sei pra vocês, mas mudar de família e ter que recomeçar a aprender tudo de uma família nova, pra mim, é um parto. Mas ia ter que passar por essa fase...

Duas semanas antes de me mudar de vez minha família real oficial tava aqui e conheceram minha host family antiga e foi mágico. 2 dias antes de me mudar eles foram embora. Aquele baque dar tchau pra sua família no aeroporto e chorei igual bebê. Cheguei na casa da minha host family (antiga) e como dali um dia ia embora, tinha o que me esperando? Uma festa de despedida surpresa. Com direito a bolo dizendo "Obrigado" e vários presentinhos e mimos. Adivinha o que aconteceu???? 

Eu chorei, as kids choraram e foi um rio de lágrimas que quase me fez desistir do sonho clichê de Paris. No meu último dia lá comecei a ponderar se valeria a pena abrir abrindo mão do que já tinha no Sul. 

E o que eu fiz? Sim! Mudei, vim pra Paris, deixei minha host family """"perfeita"""" pra vir viver mais esse sonho de ser parisiense! 

Me arrependo? Não! Tá fácil? Não também. Estou passando por toda a adaptação ainda, estou conhecendo os pais, fazendo amizades, me interando da rotina, descobrindo como lidar com as novas kids que vivem uma vida completamente diferente das outras. Ou seja, estou me redescobrindo e quase começando do zero a vida au pair (novamente). 

Se vai valer mais a pena no final, não sei, mas sei que o que já vivi até aqui não tá escrito. E se sobrevivi uma vez e deu certo no final, elevemos o pensamento positivo pra dessa vez também dar (me mandem energias)! 

Muita gente pode pensar besteira abrir mão de uma família boa só pra ir viver do outro lado sendo que já tá na França e pode ir pra Paris e blá blá blá. Ouvi muito isso, mas não sei vocês, mas eu sou uma pessoa que gosta de aventuras. Coisas novas. Me redescobrir. E pode ter certeza que mesmo se der errado, vou arranjar um jeito de fazer tudo da certo. 

Então pra todo mundo que tá com dúvida e medo de trocar o certo pelo duvidoso, só tenho a dizer que: troque. 

Se for teu sonho, vale a pena arriscar. 

Fica a reflexão e pra quem quiser acompanhar minha vida parisiense de vinho barato (aupairlife) e baguete na frente da torre, meu insta é @viromeiro.

Beijos de luz e força pra gente! 🍀💥






Nenhum comentário:

Postar um comentário