quarta-feira, abril 21, 2010

Let's go - por Nathalia Pinesi

Bom dia, meninas!

Eu estava contando os dias para o dia 21 chegar, mas infelizmente as últimas semanas não foram muito boas...

Acho que vou começar do começo... rs, para vocês entenderem um pouquinho da minha história e de como decidir ser Au Pair.

Em 2008 fiz cursinho e prestei verstibular em diversas faculdades, não passei por muito pouco e na que passei tive uma decepção enorme e não pude fazer. Depois do tombo que eu não esperava, tendo em vista que abri mão de um ano inteiro para estudar, resolvi em 2009 voltar a trabalhar e no segundo semestre retornar ao cursinho e estudar para novamente prestar vestibular, mas sempre me dedicando ao inglês, que, apesar de não ser o meu idioma favorito, se tornou a minha maior distração.

Eu sempre tive muitos problemas com a minha mãe, acho que é porque ela foi mãe muito nova então batemos muito de frente, por isso sempre tive uma vontade enorme de morar fora, provar a mim mesma que sou capaz de passar 1 mês, 6 meses, 1 ano ou a vida inteira se for possível longe dela. Neste mesmo ano ela se casou de novo com o meu Paizão do coração, que por sinal eu que os apresentei.... E ele me deu a maior força quando disse que gostaria de fazer um intercâmbio, comecei a pesquisar muito sobre o assunto, a principio queria ir para Canadá e meus planos sempre eram de passar 1 ano, o primeiro orçamento já me deixou para baixo, eu gastaria mais ou menos R$22000,00, mais as passagens... Acabou se tornando inviavél...

Foi aí que uma amiga comentou bem por cima de um programa que uma conhecida faria que não era caro etc... Comecei a pesquisar e me deparei com o AU PAIR... Sem dúvida seria a melhor saída e eu poderia pagar sozinha, sem depender dos meus pais.

Em setembro/09 eu me inscrevi no programa e comecei meu App, mas como a maioria sabe ,ou você tem muita força de vontade para preenchê-lo, ou demora meses, e comigo não foi diferente, só o entreguei dia 07/01/2010. Mas acredito que as coisas são como tem que ser... Depois de um mês on line surgiu uma família interessada, mas não me ligaram... Dois meses, outra família e foi aí que me deparei com o problema que hoje quase me fez desistir de tudo e jogar para o ar.

Uma das minhas cartas de referência é da minha terapeuta, o pessoal da agência daqui amou o modo como ela colocou minha capacidade de adaptação e de lidar com novas situações e tal... Mas os nossos amigos americanos super desenvolvidos acham que eu menti quando disse que não tinha nenhum problema emocional ou psicológico. Enviei uma nova carta da minha terapeuta, eles não aceitaram, agora enviarei uma carta do meu médico para ver no que dá... Já me passou mil vezes na cabeça desistir, mudar de empresa... Enfim, é um dilema...

Mas no meio dessa bagunça toda descobri que se essa viagem significava provar que posso viver longe da minha mãe, decidir qual o melhor curso na faculdade que devo fazer, ou para me afastar de N coisas que não estão me fazendo bem... Eu sou uma grande boba,pois quando eu voltar tudo estará aqui da mesma maneira, ainda que eu mude, tem coisas que não dependem só de mim... E essa viagem pela qual eu havia aberto mão da minha vida para me dedicar a ela se tornou um fardo, dentre todos os problemas me fez enxergar que eu não preciso estar longe para resolver os meus problemas e que não há como fugir deles.

E agora eu estou retomando minha vida social, tentando ao máximo conhecer novas pessoas e criar novas amizades, procurando um novo emprego, voltarei a estudar... E a viagem estará sendo planejada, mas agora em 2° plano, porque ela acontecerá na hora certa, e sinceramente não sei se a um mês atrás era esse momento.

Enfim, me desculpem pelo longo texto... Gostaria apenas de dizer que se vocês estão indo para melhorar o inglês, conhecer uma nova cultura e adquirir novas experiências, corram atrás... Pois tudo é possível. Mas se o intuito é fugir de qualquer que seja o problema, não vai mudar nada.

Espero melhorar em breve... E que no próximo post eu possa ser mais otimista :-)

Ah e possa comemorar meu aniversário com vocês, tendo em vista que será dia 21/05...

Ótimo feriado a todas vocês e um beijo enorme... E boa sorte!

4 comentários :

  1. Amanham é meu dia e meu niver..Q medo de escrever!!!!

    gente teu post se pareceu comigo isso de fuigr e tal!

    Sorte

    ResponderExcluir
  2. A família fez o match e agora fica falando de problemas emocionais? Ou a Agência tá falando isso?
    Nooossssaa... que coisa bizarra. Só pq faz tratamento com analista significa que não tem capadidade de cuidar de crianças? Eu hein.

    ResponderExcluir
  3. a principio pensei que fugiria de alguns problemas
    mas os 6 meses online mudaram muita coisa na minha mente
    vi que posso trabalhar, estudar e pagar minhas coisas
    não consigo comprar uma casa e morar junto com meu futuro marido, mas os EUA foi uma saída para melhorar o meu estado de espírito, entender como certas coisas da vida acontecem e como Deus planeja tudo na hora Dele.
    espero que esteja feliz com a decisão,
    ;)
    beijo, Pri

    ResponderExcluir
  4. Eu tô com esse mesmo pensamento. Planejo esse intercambio há muito tempo, mas ultimamente, eu só tava querendo ele pra fugir de problemas. E esse não é o pensamento certo para ir.

    ResponderExcluir