quarta-feira, julho 21, 2010

Where the Wild Things Are - by Carol

Oi, gentem!!
Já vou avisando que esse post promete ser meio sem pé nem cabeça... =P

Bom, em 18 dias embarco pra Bloomfield Hills, Michigan, mas até agora nada da ficha cair... Acho que só vou acreditar mesmo quando pisar em NYC, por enquanto não parece real. Não tenho quase nada arrumado, só alguns presentes (poucos) e algumas roupas separadas...
Como essa será minha segunda vez nos EUA já tenho uma boa noção do que levar, do que deixar pra comprar lá, essas coisas. Mês passado a mãe da minha host (que morou no BR e fala português fluentemente) me escreveu um email com dicas, principalmente sobre o que usar no frio. Ainda bem que vou chegar no verão porque mala de "inverno" pesa e eu só posso levar 23 kg (e ainda assim tenho que pagar 25$ pra despachar a mala no vôo doméstico, humpf).

Continuo falando com minha host family, que parece mais animada que eu, rs. Eles estão sendo tão legais, querendo sempre saber como estão as coisas, que me dá até medo. É aquela coisa do "será que isso é muito bom pra ser verdade"??? Enfim, não vejo a hora de chegar e finalmente tirar a prova, já que é bem difícil conhecer alguém só por meio de Skype né? =P

Eu adorei morar nos states da última vez, mal posso esperar a hora de viver tudo aquilo de novo. Sabe aquela coisa de experiência cultural? Então... =)
A única coisa que eu realmente odiava era a comida! Emagreci 10 quilos enquanto estava lá (e acabei engordando tudo de novo quando voltei) porque simplesmente não suportava comer aquela comida. Espero que continue assim, já tô gorda demais, hahaha...

Tem um tópico na comunidade Au Pair que me diverte bastante. É o "Americanos.... Povo estranho". Sério, em apenas 3 meses vi cada bizarrice!!! Eu trabalhava numa companhia de housekeepers e por conta de um acordo do jefe com um dentista, uma vez por semana a gente limpava o consultório do cara (limpeza nos EUA é beeeem cara) e em troca ele atendia os empregados (leia-se mexicanos ilegais) de graça. Bom, lá fomos nós no consultório, que era bem em cima do nosso "office". A porta era aberta com uma chave que ficava com a supervisora e a gente sempre deixava alguma coisa pra bloquear a porta enquanto saíamos pra tirar o lixo. Só que naquele dia alguém entrou e fechou a porta, deixando a gente pra fora. Quando viramos pra descer as escadas e caçar uma chave, vinha chegando um/uma velho (a). Realmente não deu pra sacar o que era, estava usando botas de salto altíssimo (hello, 2 metros de neve do lado de fora), meia calça colante, saia curtíssima, blusinha, um casacão preto e algo que parecia uma peruca. Apesar da vestimenta feminina, ao mesmo tempo parecia um homem. Foi bem bizarro (pra não dizer extremamente engraçado) porque a "pessoa" era beem velha mesmo, deveria ter quase 80 anos... hahaha!

Os americanos não ligam muito pro jeito que você se veste, e tampouco se preocupam se estão vestindo algo bizarro. Quantas vezes achamos gente de pijama no Walmart? Crocks então era usado até dentro da piscina, com meias e tudo! E por falar em piscina, levem biquinis brasileiros porque os americanos são bem esquisitos, gigantescos e com uns cortes estranhos. Uma coisa que é mania lá é um tipo de biquini que parece uma roupa, que consiste em uma parte de cima que vai até o umbigo e uma parte de baixo estilo shortinho, cheia de babadinhos. Criança usa muitoooo isso mas também vi várias mulheres assim. E os caras então, que entram na água de crocks e camiseta e saem com aquelas marcas branquíssimas, com o resto do corpo super vermelho! Hahaha...

Nos dois parques aquáticos que fui enquanto estava na Flórida, perdi a conta de quantas mulheres "não depiladas" desfilavam seus biquinis sem um pingo de vergonha. Conseguem imaginar a cena??? Tipo, tá bom que depilação com cêra custa caro mas você acha gilette por 3 dólares em qualquer mercado, hehehe...

É muito fácil ver homens usando shorts com meias coloridas até os joelhos, pochete, sapatos sociais ou mesmo crocks (visual parque temático). As meninas usam shortinhos mínimos com blusa de moletom, cabelo beeem lá em cima, maquiagem forte.
Mas não pense que por isso você não encontrará roupas legais nos EUA. Amavaaaaaa fazer compras naquele país! Você encontra de tudo mesmo por um preço super camarada.

Independentemente do que eu escrevi aqui, tenham na cabeça que essa é uma experiência cultural. Pra você pode parecer absurdo tomar leite em todas as refeições ou comer bacon no café da manhã, mas pra eles é completamente normal. Nossa pizza com catchup também é vista por eles com olhares de puro nojo. Aposto que biquini fio dental tem uma conotação beeeeem maliciosa no exterior. Enfim, costumes são costumes, a gente dá risada mas no fundo também temos nossas bizarrices. Eu mesma adoro um visu "Agostinho Carrara" quando estou em casa! Até hoje uso uma calça roxa de bichinhos (custou $4!) com uma blusa de pijama azul no inverno! hehehe... ;)
Se puderem, entrem no site People of Walmart. É garantia de ótimas risadas!

Acho que vou ficando por aqui... O próximo post promete ser melhor, já que finalmente postarei de Michigan. Se quiserem acompanhar minhas aventuras, entrem no meu blog, The Vam-PAIR Diaries. Coloquei várias dicas pra Au Pairs iniciantes, tipo como fazer um bom application, como montar um vídeo bacana, como conversar com as host families, enfim... ;)

Um beijo,
Carol

2 comentários:

  1. Que medo desse povo do walmart hahaha espero nao cair em casa de gente que se veste assim..hahaha

    ResponderExcluir
  2. Achei teu blog ontem e tô louca pra começar minha aventura nele hehe e pelo post de agora, acho que vou morrer de rir.

    ResponderExcluir