domingo, setembro 12, 2010

Estudando como au pair

Num primeiro momento, muitas meninas acham que um dos focos do programa de au pair é estudo--afinal, a agência vende pra gente como "intercâmbio de trabalho e estudo". No entanto, a maioria destas meninas se vê frustrada ao descobrir que, na prática, não é bem assim.

Eu diria que os focos do programa de au pair são: trabalho, diversão e estudo, exatamente nesta ordem. Por quê? Bom, trabalho é óbvio. Você passa 45 horas semanais--em alguns casos mais--trabalhando, cuidando do filho dos outros, engolindo sapos e passando por perrengues que às vezes até a gente duvida que sobreviveu. Se depois disso tudo você não tiver um pouquinho de diversão, vai ser a pessoa mais insuportável de conviver na face da Terra. Aqui entram as viagens com suas amigas, as saídas para fazer qualquer coisa ou simplesmente para matar o tempo, os planos e mais planos...

E aí, por último, vem o estudo. Quem sai do Brasil achando que vai fazer faculdade ou pós aqui quase sempre acaba frustrado... Primeiro porque os cursos são caros pro nosso bolso, segundo porque nosso tempo é curto, nem sempre conseguimos conciliar o schedule do trabalho com o schedule das aulas. No fim das contas, vemos muitas meninas fazendo cursos meramente para cumprir os créditos, porque não conseguiram fazer o que queriam ou não acharam nada interessante.

Uma das alternativas muito usadas são os cursos de finais de semana. Várias colleges oferecem esses cursos voltados pra au pairs: são cursos rápidos, geralmente voltados para cultura americana, que te dão, em apenas um final de semana, 3 créditos. Geralmente você só precisa fazer um essay para ser "aprovado" e receber o certificado de conclusão dos créditos. Os preços variam, mas não vi, até agora, nenhum curso que ultrapassasse os US$500 da bolsa--mas lembre-se que temos que cumprir 6 créditos, então você provavelmente terá que completar os custos de um segundo curso do seu próprio bolso.

Há quem recorra aos ESL--English as Second Language--em Community Colleges ou até mesmo em associações de bairro ou igrejas, por ser mais em conta (ou até mesmo de graça, em alguns casos). Porém, não é todo lugar que tem essa alternativa, você só vai saber uma vez já estando na cidade, não adianta planejar nada sem ter seu destino definido.

Num mundo ideal, conseguimos fazer o curso que tanto desejamos, por um preço acessível, e num horário em que nosso schedule nos permite. No entanto, nem todas as au pairs têm essa sorte: a maioria tem que abrir mão de algumas coisas pra poder estudar, e colocar a mão no bolso também.

2 comentários :

  1. Totalmente verdade Má... pode ser que fazendo esses cursos ajude a melhorar o inglês e depois de terminar o ano, quem sabe mudando o visto para estudante, dê certo de fazer um curso mais interessante.... cada uma tem que analisar seu objetivo!!! Bjos

    ResponderExcluir
  2. OOoooiii meninas!! Td bem?? Adorei o blog de vcs! Estou começando um tbem, pois pretendo ser au pair nos EUA em janeiro de 2011. Já te adicionei nos blogs q acompanho, espero que vc tbem goste do meu! Abraço, fica bem e se cuida! http://vanessa-aupair2011.blogspot.com/

    ResponderExcluir