sexta-feira, novembro 05, 2010

Como escolher sua host family - DICAS

Olá,

Como esse é o meu primeiro post no blog, vou começar me apresentando:

Meu nome é Cláudia, tenho 24 anos e estou a quase 6 meses morando em Sterling/VA, onde cuido de um menino de 1 ano e meio. Considero que dei muita sorte na escolha da família. Tenho schedule fixo (seg a sex), meus hosts são super novos (ambos 28 anos = idéias parecidas com as minhas, ambos estão "começando" a vida o que os torna mais receptivos), minha kid é tranquila, quase nunca faço hora extra (e sempre que faço me pagam por isso), tenho meu carro, cel, logo que cheguei meu host comprou um laptop novinho pra ficar no meu quarto, eles pagaram por todos os meus cursos (mesmo passando do valor), me tratam super bem, enfim, não tenho mesmo do que reclamar.


Já ouvi várias vezes coisas como: “Que sorte que você deu!”. Eu acredito em sorte, mas acho que vale a pena dar uma forcinha pra ela. Por isso, resolvi dar algumas dicas e contar mais ou menos no que pensei quando estava na fase de selecionar a família.


Primeira coisa: CALMA!! Já vi muita gente que por pressa de vir logo fechou com a primeira família. Gente, não é bem assim. Fechar com a primeira família que aparecer só para embarcar logo pode fazer você voltar pra casa antes do previsto ou ter um ano infeliz por aqui. Tenha calma. As famílias estão selecionando au pairs, selecione as famílias também!! Minha família foi a quarta com a qual falei e antes de mim, eles falaram com várias meninas também.


Segunda: Trabalho - Quantas kids? Vamos combinar que cuidar de criança não é fácil. Todo mundo tem dias bons e ruins, mas os adultos sabem (ou não) como "disfarçar" e não descontar em ninguém. Já as kids, quando não estão de bom humor, não tem jeito mesmo. Não adianta aceitar uma família com 5 kids contando com as aulas porque as férias virão e sobreviver aos 3 mêses não será fácil. Por isso, pense bem antes de aceitar um número muito grande de crianças. A família pode parecer ótima e a cidade também, mas você vai ter que se desdobrar em 10, será que vale a pena mesmo? Será que você da conta? Falei com famílias com 4, 3, 2 e por fim 1 kid. Jamais teria aceitado a de 4, tinha em mente que não aceitaria mais do que 2, talvez 3, mas só se valesse muitooo a pena.


Localização: Nessa vida de au pair, já conheci meninas com uma família ótima no meio do nada (quando digo nada, é nada mesmo, ela tinha que dirigir 50min para chegar a uma padaria ou posto de gasolina, se quissesse ir ao mercado era 1h20 pelo menos... loucura!!) e também já conheci meninas em NY e Chicago com famílias terríveis = rematch em menos de um mês!! Não coloque na cabeça que você só quer ir se for para uma cidade específica, isso pode dificultar seu processo e você pode dizer não para famílias que seriam ótimas com você só porque eles não moram na sua “cidade dos sonhos”. Por outro lado, se você tiver uma família legal, e levar seu ano numa boa, você pode ir nas suas férias conhecer a tal cidade!


Shedule: Se você pensa em viajar e conhecer o país todo, de preferência à famílias que precisem de au pair somente durante a semana, assim você terá mais tempo livre. Mas, mais uma vez, não feche a porta para famílias que precisem de trabalho durante o fim de semana sem antes considerar todo o resto. As vezes, no final compensa! Pense também nos seus estudos. Geralmente as famílias preferem que você estude durante a noite (foi o que eu fiz) ou durante o tempo em que as kids estão na escola, é o caso de conversar direitinho. Mas tenha em mente que estudar aqui é uma obrigação (você precisa dos créditos e sua família sabe disso), então bata o pé se eles começarem a te enrolar quando você sentar pra conversar sobre os cursos que pretende fazer. Não foi meu caso mas já ouvi muitas histórias, inclusive alguns casos de rematch, por esse motivo.


Carro, celular, computador e outras regalias: Realmente existem lugares aqui onde sem carro você não é nada, mas também existem lugares com um transporte público muito bom. Cabe a você usar o amigo google e descobrir sua futura (ou não) cidade. Mas lembre-se: meio do nada, sem carro e sem transporte público de fácil acesso = ficar trancada em casa ou depender de alguém o tempo todo. Você é quem decidi se vale a pena ou não. Se sua família não te der um celular, não faça disso um impecilho, aqui é bem mais barato do que no Brasil, isso também vale para computador e todos os outros eletrônicos.


Bom, acho que é mais ou menos isso. Como eu disse, as famílias estão procurando, pesquisando, lendo varios apps até chegarem ao seu. Então cabe a você fazer o mesmo. Mantenha a mente aberta, pesquise - lembro que cada família que pegava meu app eu corria jogar os nomes dos hosts no google. Descobria onde trabalhavam, informações sobre a cidade e no caso da minha atual família achei até mesmo um vídeo de uma entrevista que minha host deu pra tv sobre ter au pair x daycare. Não leve em conta cada um dos quesitos isoladamente. Você vai ter que conviver com todos juntos, então considere-os juntos. As vezes é preciso abrir mão de algumas coisas em prol de outras e, infelizmente, as vezes por mais que você ache que fez a escolha certa, quando você chega aqui a coisa não é bem como você achou que seria. O negócio é não desanimar. As famílias estão aí e tem muitasss delas. Alguma com certeza será boa para você!! E será aquela que te fará, daqui a alguns anos, olhar para trás e lembrar com saudade desse tempo, que passa tão rápido...


Boa sorte a todos que estão nessa fase de escolher as famílias!!


Até o próximo dia 5... E se vocês quiserem ler mais sobre minha saga na terra do Tio Sam fiquem a vontade: http://venividiviciusa.blogspot.com/

Cláudia Jorge

6 comentários:

  1. Olá Cláudia!
    Adorei seu post! Eu já já ficarei on e precisava dessa luz!
    Eu acredito piamente no que vc diz.. a família certa está em algum lugar, mas a au pair tem que se movimentar para conseguir tds as infos necessárias!
    Vou te seguir já!
    Obg

    ResponderExcluir
  2. Oi Claudia!
    Amei o post!
    É difícil mesmo controlar a ansiedade nessa etapa.. =\ To sentindo na pele. Mas to tentando me manter focada!!

    Bjo

    ResponderExcluir
  3. acreditem meninas^^
    100% verdade esse post
    eu vim na doida e to me fufu saasuasuhuasuahs

    ResponderExcluir
  4. Ai ai,
    Boa escolha de assunto de post!
    estou nessa fase de escolha...
    Agora é anotar suas dicas e escolher bem direitinho...

    Sorte pra nós!

    Xêro!

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post Claudia!
    A escolha da familia eh realmente FUNDAMENTAL!!!!

    Bjinhos!
    Mi

    ResponderExcluir