quinta-feira, setembro 27, 2012

Caso ou Compro Uma Bicicleta?

Fazer um intercâmbio com ou sem namorado? Casar ou Comprar uma bicicleta? Azul ou Rosa? Doce ou Salgado?
Tenho uns amigos, que tem uma banda aqui no meu estado, muito boa por sinal - propaganda - e em uma das músicas deles, fala bem assim:
" O que é certo pra mim, pode ser errado pra você, o que é errado pra você pode ser certo pra mim. E o que é certo?"


Oi que? hahahahaha ( é bem legal ao vivo, eu juro)

E é bem por ai que eu começo.
Todo mundo está cansado de saber que nosso ano como Au Pair é muito particular. É muito próprio. E é diferente - às vezes totalmente diferente - de Au Pair para Au Pair. E essa história de namorado não fica pra trás!

Então, vai ser assim:
  •     AU PAIR COM NAMORADO.

Se você já tem namorado antes de embarcar ou, começar o processo, leia!

Aqui mesmo no blog temos Au Pair já nos EUA com namorado no Brasil. Por exemplo, a Bella Hoffman.

É difícil, tem que ser bem maduro e tentar controlar os ciúmes viu! No início foi difícil, os dois primeiros meses foram horríveis, mas agora acostumei. Pra ele tem sido mais difícil.”

Bem menina, você já tem namorado, e tá querendo entrar no nosso Iate e participar da party. Converse com o seu boy, tudo é possível. Mas de forma alguma desista de seus sonhos. Sou daquelas românticas que acreditam que se for pra dar certo, não é um ano que vai atrapalhar seu romance. Se o boy topar, e você achar que aguenta, vai fundo! Um ano de Au Pair na sua vida, vem pra acrescentar, e não pra diminuir.  Mas tenha em mente que não vai ser fácil. Como a Bella falou, o ciúmes, [que as vezes nem existia antes] vai caminhar entre a relação. Vai existir ciúmes dos amigos, das festas e da sua sombra. Mas nada que pessoas maduras não saibam administrar.  Confiança é tudo, gatinha.
No Au Pair Garden a Nikola da Slovakia escreveu um post sobre “How to survive without your boyfriend” e ela lista 8 coisas para fazer, que vai ajudar a sobreviver a isso tudo. E uma das coisas que chamou muito minha atenção foi: “NEVER LOOSE YOUR HOPE”
E se seu gato disser que não aguenta esperar, a decisão é sua. Você deixaria de realizar seu sonho? Namorado e Intercâmbio, não tem como escolher entre um ou outro. Até porque, não tem como comparar. Se ele for um bom namorado, ele não vai nem permitir que você pense em não fazer o intercâmbio por causa dele. Mas lembrem-se: namorados vêm e vão, a experiência de um Au Pair fica, para o resto de nossas vidas, e nos transforma completamente, por dentro e por fora. Faça a sua felicidade, e a de mais ninguém. Até porque você vai conviver com VOCÊ o resto da vida, e não quer viver com arrependimento, não é?!

  •      AINDA NÃO TEM NAMORADO, mas está em dúvida se casa ou compra uma bicicleta.

( é nesse momento que umas 4 meninas que lerem isso vão revirar os olhos e dizer: really Sara? )

Você tá de rolo né colega? E quer algemar o gatinho? Mas e ai? Ser ou não ser...
E é agora que posso dizer com muita propriedade: "Relativo querida, tudo é relativo." E a Lei de Murphy reina nas nossas vidas..

O que você quer da vida? A bicicleta ou o "namorado"?
Eu sou da filosofia que encararia um ano namorando tranquilo, se fosse com a pessoa certa. Privaria-me de muita coisa, mas, quando eu voltasse para o Brasil, teria meu boy aqui me esperando no aeroporto de VIX com um bouquet de tulipas cheios de amor pra me dar.
Mas eu não tenho um pingo de racionalismo, sou só emoção e momento. ( O que me prejudicaria num relacionamento a distância.)
As mais centradas, vão para o lado oposto.

Bruna Sandini
(...)Vai de cada pessoa, mas eu sou como as meninas: não iria namorando. Claro, eu não estou na situação, então posso muito bem falar agora e morder a língua depois. Mas eu acho que é difícil e eu não sei se eu aguentaria um ano.

Bee of Jupiter
Nao agüentaria ficar um ano longe, porque preciso do contato e nao sei controlar meu ciúme. Admito mesmo.

Walquiria Biazzeto
“O destino trás o que é pra ser. acho que SE fosse o caso, eu terminaria e deixaria no ar algo como 'um dia a gente se encontra pela vida - ou não - continuo te amando, beijos, até"


No fundo no fundo, é você quem decide. Você que conhece seu relacionamento, e nada do que eu disser vai mudar o que você sente ou já passou com a pessoa. Minha dica: Vá leve, sinta que está fazendo a coisa certa, não carregue um fardo, carregue sentimentos.

Mas minha finalidade mesmo, foi te mostrar que, se você acha que vai dar certo, arrisque, se não, arrisque também.

"Não troque seus sonhos por espelhos."



Te vejo no mês que vêm...? 

10 comentários :

  1. Kamyla27/9/12

    Boooooooooooom, to com Sandrini e Wal.. não iria namorando não. amei seu post Sarita! Até mês que vêm :)

    ResponderExcluir
  2. Jéssica Moura27/9/12

    Amei o post também!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Eliana ex au pair27/9/12

    Concordo contigo, este assunto por mais que a gente leia a respeito, peça opinião é algo muito, mas muito pessoal.
    Quando eu estava no processo do au pair conheci um rapaz e a gente começou a namorar. Ele sabia de tudo e dava o maior apoio, mas aí quando a coisa ficou séria, ele pulou fora. Disse que não ia ficar chupando dedo no aeroporto. Segui em frente, pra mim, nada era mais importante do que o meu intercâmbio.
    Aí eis que me envolvo (muuuuuito) com um colega de trabalho. Sabe aquele cara que seria o namorado perfeito? Então, o próprio. Só que ele já sabia do processo e eu preferi que não iríamos assumir namoro. Então eu embarquei com um "rolo". No começo foi até bom porque ele estava sempre online, mandando emails então eu tinha sempre com quem conversar e amenizar um pouco a homesick. Se fazíamos planos, sim e não, tudo ficou combinado de nos acertarmos quando eu voltasse... E aí eu comecei a sair, fiz amizades e ele foi ficando meio possessivo, pra mim estava sendo muito desgastante... e quando chegou a época de extender, eu decidi ficar mais um ano e ele disse: Bom, eu te esperaria um ano, dois não dá. Fiquei arrasada quando ele começou a namorar sério 2 semanas depois desta conversa ( pra mim até hoje o negócio já estava meio engatado, mas sei lá). Sofri horrores, mas pensei que eu estava vendo o que era melhor pra mim, então ele deveria fazer o mesmo.
    No fim das contas a gente perdeu o contato e no meu segundo ano conheci o meu atual marido.
    Uma coisa digo sempre: NUNCA coloque a felicidade dos outros em primeiro lugar. E a pessoa certa, estará no momento certo e pra ficar na sua vida, não importa distância ou não. Sei que parece meio fria, mas coloque a razão acima das emoções, porque sentimentos vão e vem, principalmente aqui que vivemos uma montanha russa.

    ResponderExcluir
  4. Sara, eu achei muito bom mesmo! Vai de cada pessoa, sem dúvidas! No meu ano, lembro de 3 meninas que embarcaram comigo namorando.

    Uma terminou o namoro e namorou um americano (a que era mais cheia de amores e só elogiava o namorado). Outra, que estava namorando há meses só, não só continuou namorando, como eles se viram no ano de au pair em viagem e ainda estão juntos. A terceira está namorando até hoje também, mas o namorado foi morar com ela lá nos States.

    Então acho que foi exatamente o que você disse, cada um vai lidar de um jeito e vai achar uma solução, é muito pessoal! Acho legal mostrar os lados das moedas, digamos assim, e cê passou isso direitinho =D

    ResponderExcluir
  5. Sara Magewski27/9/12

    Obrigada Jessica!

    ResponderExcluir
  6. Sara Magewski27/9/12

    Thanks Kamy, vc é um amor <3

    ResponderExcluir
  7. Sara Magewski27/9/12

    Que legal Eliana! É verdade, é muito pessoal, cada um temos nossas histórias. Por mais que a gente pense que vai sofrer, uma hora dá certo. Mas nunca devemos desistir de nossos sonhos e de nós mesmas :)
    beijos, sucesso!

    ResponderExcluir
  8. Sara Magewski27/9/12

    Obrigada Bruninhaa! :)

    ResponderExcluir
  9. Najara Crispim6/10/12

    Sara, que tudooooo o teu post!! Já namoro há 5,4 anos e vou participar do programa namorando. Eu e namorado somos muito pé no chão com essa decisão, é claro que se o ciúmes existe na relação ele vai triplicar pois você vai estar em um outro país, fazer novas amizades e ele não conhece nada da cidade que você vai ficar, já você sabe como são todas as baladas da sua cidade, acho que cabe a ambos respeitar o relacionamento, a história dos dois e ser sincero consigo e com o outro, caso não consigam conviver com a distância é melhor que cada um siga seu caminho! Claro que esse é meu ponto de vista e super respeito o de todas! Beijos

    ResponderExcluir
  10. mel schiewe18/10/12

    se voce quer algo que nunca teve, tem que fazer algo que nunca fez, não é assim? ;D

    ResponderExcluir