quarta-feira, fevereiro 20, 2013

E quando nao dá certo? Sentar e chorar ou consertar???

Entao chega aquele momento em que voce comeca a falar com uma HostFamily e tudo muda, da um sentimento de certeza e o famoso FEELING. Depois de varios emails e conversas no skype tudo parece perfeito, a HF comeca a falar de voce pra kid, fala sobre milhoes de coisas legais que tem pra fazer na regiao, dicas de academia e shopping (ai voce comeca e se imaginar naquela family o tempo todo), e entao voces fazem o MATCH..... Allelujah!!!!!!!!!!!!!! Mas 3 meses depois..... o inferno na terra
Oque fazer???? 


Ha 4 opções clássicas:



1- Chora e decide ir pra casa (Brasil -ou pais de origem), pois acha /tem certeza/ que a vida de aupair nao eh pra voce.



2- Aguenta ate o final do programa nesse clima ruim, e nao tenta resolver a situação pois tem medo do rematch e por consequência nao conseguir outra family e voltar pra casa.



3- Chuta o pau-da-barraca e manda tudo pra shit , pede rematch e seja o que Deus quiser pois nao vai se desgastar e perder tempo, pois acredita que SIM, EXISTE VIDA APOS REMATCH.



4- Tentar resolver a situação, conversar com a HF e chegar a um acordo.




Bem, isso aconteceu comigo.



No começo pensei que era uma mistura de homesick+loneliness+cansaço, mas eu comecei a ficar muito triste e desgastada com pequenas coisas que quando juntas era uma bola de neve de stress emocional.

Contudo eu aguentei exatos 3 meses e meio nessa situação, mas parecia que a HF nao percebia ou nao demonstrava que aquilo nao estava funcionando mais. 


Mas quando a coisa esta ruim amiga... senta e espera porque pode piorar.... Eis que sempre surgem terceiros "parentescos" que enfiam a colher aonde nao são chamados ou pior botam fogo na lenha (aqui entra a parte em que eu tinha que decidir entre as 4 opcoes).



Conversei com minhas amigas brazucas que vivem aqui, as do Brasil e até minha familia eu consultei antes de tomar a minha decisão.


  •       Pois bem, a Nº1 nao se encaixa pra mim, pois eu me sentiria mal em voltar pro Brasil com sentimento de missao nao cumprida (mas respeito muito aquelas(es) que decidem voltar, pois cada casa eh um caso |no judgment|;
  •      Eu nunca fui de aguentar calada e nem engolir sapos, entao a Nº3 era definitivamente pra mim (se eu estivesse no Brasil, em outra situação e com minha familia) *so que nao. Por alguns dias eu pensei ficar com a Nº2 mas ai..... 
  •      Eu decidi a Nº4, pois apesar de nao querer enfrentar os problemas de frente, deixa-los de lado e ou passar por cima sem ao menos "tentar",  resolver seria uma evolução pra mim e eu estaria me tornando adulta, nao só no papo, mas nas atitudes.  

Uma semana apos conversar com a HF e colocar tudo na mesa, tanto meu ponto de vista quando da HF, chegamos a uma conclusão que ambos estávamos insatisfeitos e que por muito tempo as pequenas coisas estavam estragando o SONHADO MATCH. 



Entao, eis que dias apos a conversa TUDO mudou, começamos a viver o match que conversamos e planejamos antes de eu chegar. Parece mentira mas funcionou, e agora eu me sinto orgulhosa de mim; nao por ter dado certo, mas por conseguir encarar uma situação de frente e tentar consertar. Mesmo que se o resultado fosse rematch eu ainda sim estaria com essa sensação. Superar minhas próprias barreira.



So pra deixar claro, nao existe opção certa ou errada e respeito muito quem decide ou decidiu pela 1, 2 ou 3, pois existem situações das mais variadas e tambem nossos objetivos aqui sao diferentes. O que importa no final é que a gente se sinta bem e em paz, sem sentimento de culpa ou arrependimento.



Bom, eh isso galeraee espero que gostem e que ajude alguem, desculpa pela falta de acentuacao. Por favor comentem e de seu palpite ou conte sua experiencia, isso pode ajudar demais outras gurias.



Bjooox, volto mais tarde :)   

3 comentários :

  1. nossa, Reh.. que legal que deu certo.. :)
    e é isso ai, conversando as vezes se entende :D

    ResponderExcluir
  2. Anônimo21/2/13

    GISELLE
    Fiquei muito feliz por ver que o diálogo ainda funciona :), muito bem, vc soube virar o jogo a seu favor, td bom.....

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Reh.... Acho que se fosse eu faria a mesma coisa... Conversaria, pois acredito que é na base da conversa que os problemas podem ser resolvidos e as diferenças acertadas... Ou pelo menos assim conseguimos expor nosso ponto de vista e escutar o do outro para tentar juntos encontrar uma solução que não prejudique (muito) ambas as partes...

    Beijos...

    ResponderExcluir