sexta-feira, julho 25, 2014

Comprar ou economizar??



É quase como se a vida se resumisse à esta palavra: eco.no.mi.zar. Um verbo transitivo direto, que quer dizer 'poupar alguma coisa; acumular algum bem'. É um verbo futurista, não use agora para poder usar depois. Aqui no blog já teve um texto super hiper fantástico explicando COMO economizar, com exemplos de valores (pra vocês verem o capricho!), e você pode lê-lo aqui e aqui¹. Eu sou péssima em organizar dinheiro desta forma, eu vou mais na visão geral, vou no 'acho que vai dar'.

Fato é que ao chegar num país estranho, com moeda diferente e mais cara do que a sua habitual é instintivo que tente-se economizar em tudo possível e imaginável! Mas não seja radical! Foi isso mesmo o que você leu: não economize em tudo! Por que eu digo isso? Porque não vale a pena e, dependendo o caso, você pode acabar gastando mais.

Ao chegar na minha nova cidade minha mãe postiça me mostrou onde ficavam as lojas, o mercado, a padaria, a galeria: os lugares onde eu poderia torrar meus euros. Yay!

Então fui às compras: delirei legal já nas prateleiras de shampoo/condicionadores/cremes! Era shampoo Schwarzkopf por 3€, Garnier Fructis por 4€ e uma marca de pote bonitinho por 0,68€. Pensei: é europeu, não vai ser ruim! E ó o quanto eu to economizando! Levei o mais barato! Menos de dois euros por shampoo E condicionador! Foi a receita para o desastre! Uma semana usando e eu tinha mais caspa na cabeça do que grãos de areia na praia. Fiquei de-ses-pe-ra-da! Até que pensei em trocar o shampoo/condicionador. Problema resolvido ;D

As garrafinhas de plástico recicláveis podiam ser devolvidos em maquinas assim:



E cada garrafa valia 0,25€. Já cheguei a ir no mercado com garrafas, comprar o que eu precisava e voltar com troco! Foi lindo demais! E no mercado eu ficava louca, louca, louca, na sessão de produtos pro cabelo, na sessão de chocolate, na sessão de 1€ e na sessão da tchibo (é uma loja de roupa/acessórios/café não muito grande, mas que eu adorava!! e tinha uma prateleira com produtos dessa marca no mercado que eu ia). Na sessão de 1€ tinha tudo possível e imaginável de tralhas e tranqueiras e coisinhas úteis também como martelo, linha e agulha para costura, fita adesiva, tesouras, etc. Até um cd do Tony Bennet eu encontrei lá!

Então minha dica é estabelecer prioridades. Se você quer guardar dinheiro, guarde e não compre nada além do necessário. Comida você já vai ter em casa, o curso de línguas a família paga (depende, depende, depende a família, mas dá pra combinar de pagar metade, ou um pedaço). Se a tua ideia é viajar: foco nas viagens! Se a tua ideia é comprar roupas, vá comprar roupas. Eu queria só viagens e orquestras e teatros. Aí às vezes eu via algum casaco liindo numa loja, olhava a etiqueta e qando via o preço eu pensava "com isso eu compro um ticket de trem pra Munique e passo o dia lá", aí eu ponderava se eu queria tanto o casaco a ponto de dispensar Munique. Geralmente eu preferia as cidades.rsrs

Se mesmo assim você quiser gastar com comida, porque a tua família não compra coisinhas gostosas ou chocolate ou refrigerantes ou iogurte de brocolis, seja feliz, ué. Quer experimentar a ruffles de paprika? o chocolate de laranja e o iogurte com cavalos-do-mar? Compre, mas compre uma marca que seja boa, pra não ter que jogar nada fora e comprar depois. Não sabe qual a marca boa? Pergunte, ué.

Mas não exagere! Se precisar de sapato, compre um; se precisar de um casaco, compre um! Não saia comprando o primeiro que vê por causa do preço, porque assim como têm coisas boas também têm coisas ruins. Pesquise qual o melhor e um preço que tu acha razoável, se a coisa parece ser boa e, então, compre! Não vá passar frio, só porque tu achou que eu disse pra não gastar com roupas. Nas trocas de estação geralmente as lojas todas fazem promoções, e tu encontra vinte meias por 6€, casacos de pena por 50€, botas forradas por 15€, calças por 10€, meias de lã por 5€ e tudo isso nem deu 100€ ainda! É só ter paciência pra olhar as lojas.



Eu fazia assim: via quanto eu tinha de € disponíveis e anotava o que eu queria/precisava comprar. Aí eu via o que dava e o que não dava. Funcionou comigo assim ;D


E contigo, como funciona??

-----
¹ são dois posts e foram feitos com base no salário norte americano, em dólares. no resto do texto eu falo em euros, pois eu estava na Alemanha, na zona do euro. mas as dicas são as mesmas. 

3 comentários:

  1. Awwwn! Adorei as dicas. Lembrarei disso quando chegar lá.
    PS: e que bom que você avisou do shampoo, hein?! Às vezes, economizar não dá certo não. huhahuahuahuahuau

    ResponderExcluir
  2. Ótimas dicas.
    Eu sou desesperada com economizar, mas gasto muito com comida e livros haha
    Bjs.

    ResponderExcluir