domingo, dezembro 07, 2014

Au pair na Dinamarca: a prática!



Para meu segundo post neste blog maravilhoso, decidir contar um pouco de como é ser au pair na Dinamarca, na prática. Assim quem tiver interesse pode usar este post como referência e nos próximos posso contar mais sobre como é viver na Dinamarca, que tal? Então vamos lá!
A primeira coisa que deve fazer, antes mesmo de procurar família é entrar no site da imigração e ler tudo sobre o programa. Sim, o programa de au pair é regulamentado pelo governo e você terá um visto de au pair. Portando entre no site e leia tudo. Sua maior arma contra qualquer eventualidade sempre será sabedoria. Se você conhece todos os seus deveres e direitos, será muito difícil cair numa cilada. Só depois, sabendo as regras com os olhos fechados, é que pode procurar uma família. Sabendo tudo ficará mais fácil lidar com as propostas que irão te fazer. Outra dica importante é localidade. A Dinamarca é um país pequeno, formado por ilhas e muita água. Mas ai mora o perigo. Aqui tem muito, mas muito, mas muuuuito mato. Famílas que moram muito longe e dizem que vão oferecer a au pair uma...bicicleta! Não se enganem, a família não está preocupada com sua vida social, viagens, estudos, amigos. Portanto cabe a você se armar. Sentar na frente do computador e pesquisar tudo sobre o local onde a família mora. Locais próximos, meio de transporte, tudo. Não adianta culpar a família se você não fez a sua parte, okay? Eu optei por morar apenas em capitais. E ainda sim, em locais próximos ao centro da cidade. Assim economizo muito com transporte, estou relativamente próxima ao aeroporto, e posso curtir muito a minha vida social. Conheço muitas meninas que moram longe e gastam uma grana vindo para Copenhagen. E já que o assunto é grana, vamos lá!
O salário de au pair aqui é 3.250 coroas por mês. Sim, não é euro. Dá pra viver? Bom, considerando que ninguém é au pair para fazer pé de meia, dá pra viver sim. Até o momento, eu conheci 3 paises diferentes, uma cidade na Dinamarca, comprei muita roupa, um computador, um iPhone. Saio para beber todo fim de semana. Tudo depende de você. Aqui temos direito a 5 semanas de férias por cada ano como au pair, ou seja, 10 semanas. Se sua intenção é viajar, aqui é o lugar.
Mas e o inglês? você pode estar se perguntando. Todo mundo aqui fala inglês. Claro, se você cuidar de kids muito pequenas, como é meu caso, elas ainda não falam inglês, mas as palavrinhas básicas para se comunicar com elas você aprende rapidinho ouvindo todos os dias a mesma coisa. No dia a dia, compras, baladas, amigos, viagens, você sempre irá falar inglês. Dinamarquês é uma língua do capeta, mas se você quiser, também tem direito de estudar o idioma de graça!
Aqui trabalhamos cinco horas por dia, então há tempo de sobra para fazer o que quiser. Eu geralmente uso meu tempo com academia hahaha
Ah sim, agora vamos ao lado negro de ser au pair na Dinamarca muahaaaa Aquele boato que você ouviu por ai é verdade sim, amiga. Aqui na Dinamarca muitas famílias querem au pair para… limpar a casa! O que eu penso sobre isso? Penso que não tenho paciência nenhuma com kids. Acordo, coloco música e limpo a casa em duas horas e depois estou livre, leve e solta. Pra mim é o ideal!
Esclarecidas? Cada pessoa terá uma experiência diferente. Portanto, o que vale mesmo é ler o site da imigração e ficar atenta as regras. O dia a dia de uma au pair vai variar de acordo com suas escolhas á partir dai. Se tiver dúvidas pode deixar nos comentários que prometo fazer um novo post, mas nada de perguntar passo a passo de visto, este tipo de coisa, okay? Quem não tem paciência para fazer o mínimo de pesquisa sobre o assunto que irá definir os próximos dois anos de sua vida num país completamente estranho, não tem perfil para ser au pair. Então de novo, se pensa em ser au pair na Dinamarca, o ideal é começar por aqui. Combinado? No próximo post vou te contar cinco coisas que amo em Copenhagen e uma que odeio. Até lá!

7 comentários :

  1. Anônimo7/12/14

    O pedido do visto tem que ser feito no Brasil ou dá para viajar com visto de turista e fazer o requerimento ai?
    Obrigada!!! :)

    ResponderExcluir
  2. Sim, o correto é dar entrada no visto no Brasil. Vir como turista e dar entrada aqui nao é ilegal, porém eu nao aconselho. Conheci mais de 3 casos em que as meninas vieram e moraram com a familia nesse periodo em que aguardavam o visto e... a familia desistiu ou simplesmente nao deu entrada nos papeis. Eu nao aconselho mesmo vir sem o visto, mas vai de cada um.

    ResponderExcluir
  3. Jociane7/12/14

    ótimo post Jackeline!

    p.s.: adorei te conhecer!

    ResponderExcluir
  4. Voce disse que muitas familias querem au pair para limpar a casa, ok. Voce acorda poe musica limpa e ta livre...mas, dai nao tem kid pra vc cuidar, nunca? Fiquei confusa...

    ResponderExcluir
  5. Anônimo15/2/15

    Oi, vi no site da imigração que pode ser aupair na Dinamarca até os 29 anos. Se eu der entrada nos papéis na idade limite, ainda assim poderei ficar 2 anos no programa?
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  6. Fernanda Alvim24/2/15

    Tentei comentar aqui mas acho que não foi D:

    Tudo bem? Não sei se você já falou disso antes aqui nesse blog, mas caí de paraquedas nesse post e tenho muito interesse em ir pra Dinamarca como au pair. Você foi por agência ou por conta própria (usando sites gratuitos e tal)? Tem alguma agência pra me indicar? Obrigada ((:

    ResponderExcluir
  7. Olá! Tenho a mesma dúvida que a Fernanda, se vc foi através de agencia ou por conta própria com sites como o AuPair World. Obrigada!

    ResponderExcluir