segunda-feira, abril 25, 2016

Um dia na vida de uma Au Pair!



Foi algo no qual eu nunca parei pra pensar: em como minha rotina mudaria. Eu imaginava que seria diferente, mas não imaginei o como. Então contarei resumidamente o que eu fazia como Au Pair.

Minhas crianças tinham aula pela manhã. Duas voltavam pra casa perto ou das 13h e a outra depois das 15h. Nesse período eu passava aspirador na casa e lavava roupa. Tomava meu café e ainda sobrava um tempinho livre pra ir no mercado, passear, ler, o que fosse.

Meio dia eu ajudava mãe postiça a fazer almoço. Era ela quem decidia o que fazer e, às vezes, antes que ela chegasse eu ligava perguntando se ela precisava que eu já fizesse algo, outras vezes ela deixava um bilhete na cozinha para eu fazer panquecas, cozinhar batatas ou macarrão.

Após o almoço eu ajudava o guri menor a fazer a tarefa e, depois disso, eu o levava na casa de um algum amigo para brincar ou recebia algum amigo lá em casa. Brincar só era permitido depois que a tarefa estivesse feita e nem sempre conseguíamos terminar em tempo hábil para que sobrasse tempo antes das 18h. Nesses dias o guri ficava muuuuito brabo!! E eu inventava paciência para fazer com que nada saísse do controle.

À noite, a mãe chegava em casa lá pelas 18h. O pai, geralmente, chegava mais tarde. Quando a mãe chegava ela tomava conta de tudo, e eu não tinha muito mais o que fazer. Ficava junto ainda até a hora de os mais novos irem pra cama, às 20h, e depois eu estava livre.

Depois das 20h, eu assistia filmes com os pais postiços ou ia até a casa de uma amiga que morava na mesma cidade que eu.

As atividades eram nessa ordem em dias em que as crianças tinham aula. Em dias de férias ou final de semana sem os pais, era tudo bagunça. OS pais não gostavam que as crianças assistissem muito a televisão, mas quando eu não tinha mais ideias era isso o que eles faziam: assistiam a televisão ;D

Finais de semana eu ficava em casa quando me pediam. Geralmente no começo da semana eu já tinha programado algo, ou eles já tinham programado algo, e então combinávamos. Eu não sabia muito dos programas deles e também nem perguntava. Na primeira semana em que eu estava com a família, já perguntei o aniversário de todo mundo pra não passar vergonha nessas datas. Aconteceu de fazerem uma festa de aniversário para o guri pequeno num final de semana em que eu fui viajar. Fiquei muito chateada, mas aceito um pedaço da culpa, pois não perguntei.

E eu não perguntei porque nenhum outro filho teve festa, e o pequeno não mencionou nada durante a semana, nem a mãe, nem o pai, nem ninguém! Antes de agendar uma viagem eu sempre perguntava das datas para a mãe postiça, perguntava se precisariam de mim ou algo do tipo. E quando perguntei dessa, ela não me disse que seria festa do pequeno. Então eu pensei: mais um final de semana normal.

A rotina era algo bom, pois eu não era surpreendida. Ser surpreendida com um buquê de rosas é uma coisa; ser surpreendida com uma criança de oito anos e mais cinco amigos em casa numa terça-feira é outra bem diferente.

No entanto, às vezes era bem chato. Quando era chato, eu inventava alguma coisa pra ser divertido. Brincadeira, bolo, brigadeiro, ir à biblioteca, algo diferente. Mas, fique sabendo que nem sempre funcionava. Há dias bons e há dias ruins; o que se pode fazer é aprender com eles.

Feliz 25 de abril pra vocês!

Já sorriram hoje?


Até mês que vem;D

*a imagem eu catei no google.

2 comentários :

  1. Nossa! Que chato isso do aniversário! Em que cidade você foi au pair? (cheguei aqui no blog agora).
    Vou ser au pair em breve e já imagino as dores e delícias de ser a "irmã postiça". Muito importante ler relatos diversos! Fiz um blog para relatar todo o processo e ajudar outras pessoas que se interessam pelo programa de au pair. http://cherbresil.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Bem vinda ao nosso blog! Espero que goste dos nossos textos ;D Fique à vontade para comentar e entrar em contato conosco.
      Fui Au Pair em Neuendettelsau, no sul da Alemanha.
      Boa jornada! ;D

      Excluir