sábado, setembro 03, 2016

Como era a minha vizinhança nos EUA...

Uma vez questionei Au Pairs que ainda estavam no Brasil o que elas mais tinham interesse de saber e ver em blogs e blogs antes de ser, oficialmente, Au Pairs, e a maioria me pediu coisas simples, como rotina, quarto, vizinhança, supermercados, farmácias, etc.

Por essa razão que, durante os meus últimos dias nos EUA, decidi tirar bastante fotos e prestar bastante atenção em detalhes para compartilhar com vocês. E agora vou contar e mostrar um pouquinho de como era a minha vizinhança lá, e espero que vocês curtam.




Para quem não sabe, eu morava em Irvine, uma cidadezinha em Orange County, no sul da Califórnia. A cidade é super nova, desde 1971 apenas, ou seja, 45 anos.

A cidade é casa para grandes universidades e empresas, o que faz dela importantíssima na região de Orange County, mas também faz dela modelo, e ela não deixa a desejar NADA  a desejar nesse quesito. Parece uma maquete em tamanho/escala real, dedão perfeitinha e bem pensada, sabe?
Não teve nem uma pessoa que viesse até aqui me buscar ou visitar que não ficasse falando o quão perfeitinha e fofa era a minha vizinhança.



Não é condomínio fechado mas as casas seguem um padrão, tanto de tamanho quanto de cores. De acordo com os meus hosts (que compraram a cada ainda na planta), uma empresa é responsável, uma construtora, exatamente como em condomínios.

Daí existem 3 tamanhos de lote, você vai e decide, pequeno, médio ou grande. Então, para cada um dos 3 lotes você terá 3 opções de planta e terá que optar pela que se encaixa melhor com o que você procura.

Além disso, a parte externa das casas também terão opções limitadas, por exemplo, você terá três opções de cor de tinta para as paredes externas, 10 tipos de plantas para o jardim, 3 tipos de janela e 2 de porta, e por aí vai. E é por isso que parece tudo tão igualzinho e bonitinho, porque, na realidade, é!




Outra coisa bacana que as construtora oferecem são os espaços comunitários, que são comunitários mas possuem chaves.

Nesses espaços, que são muitos, você encontra campos para jogar futebol, quadras de tênis e basquete, playgrounds, salão de festas, piscinas e jacuzzis, áreas com churrasqueiras e por aí vai. E são ali, diariamente, o tempo todo, a disposição dos moradores, é incrível!

Só aqui perto, e a minha ideia de perto é poder ir andando, temos 8, sim, 8 playgrounds diferentes e 4 piscinas. Me diz se isso não é incrível?




Vale falar que o cuidado com esse espaço é impecável. Diariamente pode-se ver pessoas aparando a grama, cuidando das árvores e jardins, varrendo e lavando o asfalto. Também há sistema de irrigação, e não, não conseguimos vê-lo quando não está funcionando.

Ele funciona a noite e durante a madrugada, mas as saídas de água ficam enterradas no gramado durante o dia, e juro, não dá para ver de jeito nenhum. E a água é totalmente reciclada, genial.
Outra curiosidade são as caixas de correio, que não são individuais. Existe uma caixa grande de correio com diversas gavetas numeradas. Todas são trancadas e só o morador e o agente dos correios tem a chave. Então fica na responsabilidade do morador ir até lá e recolher as duas correspondências.

Existe algo que me admira muito aqui e que, na realidade, eu só notei quando fui visitar Washington DC. Não existe fios de alta tensão gente, é tuuuudo subterrâneo. Olha que coisa mais linda essas fotos que eu tirei sem nenhuma poluição de fios. E, de fato, eu só me dei conta disso quando, em DC, eu me deparei com fios de alta tensão por toda parte e pensei "nossa, que estranho".
Obviamente que tamanha organização e beleza tem um custo, e meus hosts pagam uma taxinha que é tipo "condomínio", mas e um valor bem simbólico em comparação a tantos benefícios, de verdade.



Além de toda essa fofura, a cinco minutos de carro da minha casa você dava de cara com um centrinho comercial cheio de restaurantes, cafés, supermercado, farmácia, academia, bancos, escola e posto de gasolina. Juro, 5 minutinhos. Dava até para ir a pé quando não estava um calor infernal.

Como praticamente tudo nos Estados Unidos, minha ex-vizinhança não poderia ser diferente, bem pensada, bem cuidada e funcional.

Eu gostava muito da casa dos meus hosts ali, gostava da vizinhança e dos centros comerciais que tinham por ali, curtir a piscina e fazer churrasco com as amigas era algo que não tinha preço, gostava da cidade de Irvine, exatamente por conta da quantidade de coisas que ela oferecia e por ser tão próxima de outras cidades também ricas em entretenimento e tal. Nada como morar a 20 minutos da Disneyland, não é mesmo?




E é isso, espero que vocês tenham gostado de conhecer a vizinhança que eu morei no meu tempo como Au Pair, espero ter matado algumas das curiosidades de vocês, principalmente através das fotos, e se ficou ou foi criada mais alguma dúvida, deixa nos comentários que será um prazer responder. De qualquer maneira, comente aí o que achou, gostou? Achou fofinha também? Tipo de Barbie, né? Eu morro de saudade do lugar e vou aproveitar para deixar mais algumas fotos para vocês e para que eu mata um pouquinho dessa saudadinha, :*

















4 comentários :

  1. Eu vejo umas coisas dessas, dá até vontade de chorar querendo estar nesse lugar perfeitinho desse jeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo tão perfeito que parece de mentira, né?

      Excluir
  2. Gostaria de saber se como au pair posso escolher a cidade residente em que ficarei?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na realidade, não. Mas você pode "dizer não" para as famílias que residem em algum lugar que você não queira morar. Vai de você!

      Excluir