sexta-feira, janeiro 21, 2011

Morar e trabalhar no mesmo lugar

Bom, vou adiantar um pouco meu post porque estou com medo de nao dar tempo de escrever amanha, mas estou seguindo o fuso horario do Brasil, e como no Brasil, ja eh dia 21, entao ta valendo neh.
Estou aqui nos Estados Unidos ha exatamente 71 dias, quase 3 meses, nao tive homesick ainda, comecei a estudar ja, conheci varias pessoas, minha familia eh otima, ou seja, tenho muito pouco motivo para estressar e ficar nervosa. Tirando um pequeno detalhe: Eu moro na mesma casa que eles.
Talvez muitas pessoas achem isso um absurdo, porque sim, eh logico que eu sabia que iria morar em uma casa de familia desde o comeco, e tambem sabia que a minha familia particulamente queria uma menina que se interessasse por ser parte da familia. Mas eu nunca achei que isso fosse me afetar tanto.
E esta afetando bastante, meu quarto e' dentro da casa, entre o quarto dos meus meninos e a sala de computador, entao sempre tem gente transitando, fazendo barulho, preciso jantar com eles todo santo dia ( a nao ser que apareca um motivo bom!), preciso dar stisfacao de onde vou, com quem vou, o que vou fazer. Na verdade, isso nem seria motivo para estressar, mas as pequenas coisinhas viram gigantes nesse caso. Quando tentei me livrar dessa parte e tentar ser apenas uma desconhecida na casa, eles me chamaram p/ conversar e perguntaram porque nao queria participar da vida familiar, se tinha dito que sim quando eles me entrevistaram.
So sei que quando chega fim-de-semana, tenho vontade ate de pagar um hostel so p/ nao ficar aqui na casa. Eh complicado, eu nao tenho carro disponivel no fim-de-semana, entao tenho que me virar a peh, e alem disso nenhuma das minhas amigas tem carro tambem, e as que tem moram longe. Ou seja, preciso arrumar um namorado, mas um namorado com um apartamento e carro tambem, que me busque na sexta e so me traga de volta no domingo. Essa eh a parte dificil neh!!!rsrsrsrsrsrs
Entao enquanto nao arrumo ninguem, estou tentando me virar, pego onibus, dou uma volta, fico em uma praca ouvindo musica por umas 2 horas, mesmo passando um frio terrivel, e sempre que da, arranjo alguem p/ me salvar.
O fato eh que a dificuldade esta em eles nao serem a minha familia, eu sou simplesmente alguem que esta aqui por um ano, vai trabalhar e vai embora, eu tenho certeza que se acontecer algum problema, o lado mais fraco da corda que arrebenta vai ser o meu! e eh horrivel esse sentimento de tentar balancear entre ser da familia, mas ao mesmo tempo ser egoista.

Prometi p/ mim mesma que nao faria um post de reclamacao, que tentaria fazer sempre um post legal, com dicas legais, mas infelizmente, nem tudo sao flores e espero sim escrever mais nesse blog e escrever coisas legais, soh que essa semana o que esta me incomodando eh isso e precisava de algum jeito desabafar. Nao tenho conselho, nem sugestoes de como lidar com esse assunto, mas e' uma cosia que acho que toda au pair vai enfrentar, torco que nao porque estou me sentindo perdida no momento. Mas nao penso em desistir, talvez eh minha fase de adaptacao que ainda esta ativa, talvez eh minha tpm, ou talvez eu tenho que passar por isso por algum motivo e tirar uma licao.
Ficou confuso neh esse post, prometo melhorar mes que vem, vou comecar a preparar algo mais util para escrever. Quero mandar um beijos para todas as au pairs desse blog e para que comenta, quem segue e dizer de novo que quem quiser, escrevo tambem posts confusos no meu blog: http://flaviaaupair.blogspot.com


2 comentários :

  1. Nossa Flávia. Que chato.
    Talvez seja como você disse, fase de adptação ainda ativa. EU ODEIO ME SENTIR SOZINHA E QUANDO LI SEU POST, POR ALGUNS SEGUNDOS ME SENTI NO SEU LUGAR. É horrível não tem com quem realmente conversar, não ter alguém que te faça se sentir em casa. Eu geralmente me sinto deslocada aqui mesmo no Brasil e é terrivel essa sensação. Dá vontade de chorar, se esconder .. fugir. Bom, espero que tudo melhore para você, que encontre grandes amigas fesreiras e com carro de preferencia. Eu não sei quanto tempo você está aí, mas acho que com o passar dos tempos tudo vai se ajeitando.

    Boa sorte no seu ano de Au pair, querida.
    http://naatashasdiary.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Eu também tinha como meta não reclamar no meu blog de au pair.. mas essa história de morar com outra família às vezes é bem complicado.

    Estou na Holanda há um mês e acho complicadíssimo passar o fim de semana em casa, os meninos não entendem que eu preciso do meu espaço, do meu tempo pra MIM então querem que eu brinque com eles mesmo eu estando "off. E na hora do jantar no domingo, por exemplo: estou relaxada, quero comer, dar boa noite e ir pro meu quarto. Aí os meninos começam a brigar. Eu não separo a briga porque não é minha obrigação, estou off. O pai acha ruim porque eu não estou lidando com a situação.

    Eu também tenho vontade de FUGIR quando dá sexta feira, pagar um hostel e ficar por lá. Mas aqui o dinheiro da Au Pair não dá muuuuito não haha...

    ResponderExcluir