quarta-feira, novembro 06, 2013

Eu, fazendo carreira de au pair


Karen Rito, metade brasileira, metade portuguesa, natural do ABC Paulista mas, tem pedaços do coração espalhados por vários lugares do mundo; 28, pedagoga de formação; professora de inglês fazendo carreira momentânea de au pair (fazendocarreiradeaupair!!!!!!), depois de ter largado os pais, o (ex) namorado e o emprego por uma mochila, cair no mundo e perceber que  a vida é mais do que os planos que a gente faz. Eu, muito prazer!

Todo dia 06  (número da besta?), vocês encontrarão aqui um texto meu (assim espero); Eu tenho muita história para contar, algumas engraçadas, interessantes, úteis, irrelavantes - ou não! ou dicas aleatórias sobre o mix de tudo que ja experienciei e/ou o  que vocês quiserem saber de mim.

Desde meus 17 anos vejo amigas indo ser au pair, e  dentre elas houve todo tipo de resultado: a que odiou e voltou em 6 meses porque nao gosta (muito menos da ideia) de cuidar de criança; a que voltou e casou com o namorado que ficou esperando, as que estenderam, voltaram e seguiram a vida normalmente, as que ficaram por la, casaram e mudaram de vida completamente.

Como sabemos, todo tipo de resultado pode ser gerado após uma mudanca tão grande. 

E eu... apesar de desde sempre querer morar fora do Brasil, tinha medinho, nao queria vir sem o apoio dos meus pais, quis me formar primeiro, enfim... dezenas de desculpas que eu arranjava para sempre deixar para depois. Cogitei deixar de lado os planos de um intercâmbio, e aceitar ser feliz com um emprego legal, casar, etc e tal. Na realidade, eu era bunda mole e precisava de um chacoalhão da vida e um pouquinho de coragem de sair da minha zona de conforto (Ei, você aí que quer fazer intercâmbio mas só fica arrumando desculpas: se liga!)

Quando eu estava crescidinha até demais, com a vida na minha frente esperando uma decisão do que ser feita com ela (e a idade ja chegando no limite para ser au pair, eu tive os cinco minutos e cai na real que "era agora ou nunca").

Pesquiser, planejei, me organizei e fui ser au pair na Holanda, com a ideia de se eu não gostasse eu simplesmente voltaria para casa e pronto. Essa era a segurança que eu dava para os meus pais. Resumindo, eu fui e amei a experiência, tive uma família maravilhosa, um ano cheio de novas experiências, viajei mais do que imaginava ser possível. Fui feliz! A ponto de ter medo e não querer voltar para o Brasil. Voltei. Sofri e tive o bendito do choque cultural reverso.

Honestamente, eu voltei para o Brasil já com a ideia e o plano de ser au pair nos Estados Unidos... eu só precisava de um tempo para comunicar minha família sem desapontá-los. Fiquei 8 meses no Brasil, trabalhando como professora de inglês em duas escolas diferentes e com alunos particulares.

Tudo correu bem, e eu arrumei uma família de mãe solteira e criança adotada em Virginia, próximo a Washington DC. Tive muitos altos e baixos lá (mais baixos do que altos), família boa com muitas adversidades, cuidei de uma criança que nunca amei, e sinto-me mal por isso até hoje.

Uma história confusa sobre um rematch/segundo ano, e vim parar em Connecticut, com um pé em NY (literalmente, moro na fronteira!), e minha terceira host family é indiana.

Eu me sinto abençoada, por meu pouco na vida estar virando muito... tenho uma família brasileira, uma holandesa, uma americana e uma indiana. Todas, de certa forma, umas mais outras menos, no meu coração. Minha carreira de aupair é a melhor prática de globalização que eu poderia ter. Vou contando mais aqui, se quiserem saber algo em específico é só perguntar!

Espero poder ter dicas úteis e que vocês gostem das minhas histórias.

Até o próximo dia 06,
Tchau now!
Karen Rito

:)

21 comentários:

  1. A-DO-RAY seu post! Super me identifiquei com muitas coisas. :)

    ResponderExcluir
  2. Bem vinda, Karen!
    Ansiosa pra ouvir suas histórias!
    Té breve!
    #Sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriella!
      Muito obrigada!!!
      :)

      Excluir
  3. Olá Karen! Amei seu post! Meu sonho de consumo! Rsrsrs, To pensando em ser Au Pair em outro país, já que nos EUA não deu certo!! Vc foi pra Holanda sem agência? Como vc conseguiu family lá? Boa sorte e bem vinda!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Suellen! Obrigada! :)
      Eu fui para a Holanda em 2010, com a Travel Active, que no Brasil é a CI - Central de Intercâmbio. Na época podia ir sem agência, mas, eu tinha medo e receio. Nunca tive problema com eles, mas, também nunca precisei de nada... então fico na dúvida!
      Só adianto uma coisa: fui muito mais feliz na Holanda que nos States!
      Pesquise e não desista, viu?
      :)

      Excluir
  4. Karen muito bom, agora falta vc ir pro Paquistao!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Aline, o Oriente Médio que me espere... =)

      Excluir
  5. Amei o post!
    Bom ter pessoas para me inspirar... as vezes penso que uma vida "normal" ter diploma, trabalho, casar não é suficiente pra mim.
    Tenho 18 anos, ja fiz intercambio e as vezes tudo que eu queria é ser au pair, pra sair de novo, mas esse negocio de faculdade me impede :((

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lua,
      Lembre que faculdade é momentâneo... e logo mais, nada te segurará! E você começou novinha... tem muita chance e oportunidade pela frente!
      Nunca é tarde para fazer o que tem vontade, e não é vergonha nenhuma ser au pair mesmo com um diploma na gaveta (como pensa muita gente que tem diploma na parede e fez da vida "o que tinha que ser feito").
      :)
      Boa sorte nas suas decisões!

      Excluir
  6. Oi Karen, estou nessa de ficar arrumando desculpas pra não viajar...
    Tenho 24 anos e trabalho em uma multinacional, sou graduada mas o bendito do inglês não consigo acompanhar, entendo que somente um choque desses de viver fora e ser obrigada a aprender é que eu vou realmente conseguir fluência no idioma.
    Pensei em viajar nas férias e fazer um curso de 4 semanas em algum país mas quando vejo os preços e o tempo que tenho pra isso fico desanimada.
    Há dois anos eu fui na CI pra entender melhor e conheci uma menina que estava voltando da Holanda e nos deu umas dicas mas aí surgiu o emprego e a ideia foi embora.
    Hoje voltou com tudo e vejo que ou é agora ou não é mais rs
    Queria saber como é o processo, mas quero saber por quem já fez e não pelo que as agências nos mostram.

    Helppppppppp meeeeeeee please :)

    ResponderExcluir
  7. Oi Juliana!
    Te dou toda a força para criar coragem e ir! Eu sei como intercâmbios podem ser super caros, as vezes o programa de aupair compensa muito mais... Mas, se você não gosta de crianças, não está disposta a trabalhar as vezes como "mãe e dona de casa" eu não indicaria o programa não.
    O que eu tinha em mente era "eu vou, se chegar la e tudo der errado, eu odiar e tudo mais, ponho meu rabo entre as pernas e volto!", fui com uma grana reserva para comprar uma passagem de volta a qualquer momento (e isso nunca passou pela minha cabeca) ahaha.
    Me fala exatamente o que você quer saber e te falo. Geralmente o que as agências explicam é bem como funciona mesmo, vale entrar em contato com algumas... eles te darão informação mais precisa e atualizada do que eu! Eu fui com a CI para a Holanda, e com a Experimento para os EUA. Nunca precisei de nada serio, mas sempre tive suporte adequado e recomendo (especialmente a dos States, parce que na HOlanda tem agencias que compensam mais atualmente...)
    Me escreve certinho o que quer saber, te ajudo sim no que eu puder!
    =)
    Boa sorte na sua decisao... mas já te adianto: pare de arrumar desculpas e se organize logo para ir! ;)

    ResponderExcluir
  8. Olá, Karen! Amei seu post. Tomei liberdade de te add no face, se vc não se importa. Preciso fazer umas perguntinhas, não sobre o programa,mas sim pela sua decisão estou na mesma situ que vc. Preciso de um empurrãozinho, se é que vc me entende hauhauahuahuah bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Magda!
      Obrigada!
      Desculpe-me, não lembro se falei com você pelo facebook ou não... eu não ando muito em dia com ele.
      Se eu puer ajudar, deixa uma mensagem na página do blog (no facebook) que com certeza chegará até mim e conversamos!

      beijos, boa sorte!

      Excluir
  9. Que linda! Adorei seu post! Super me identifiquei com você, com sua história. O comodismo é um grande amigo meu há tempos ): Obrigada pela inspiração. beijos <3

    ansiedadeaupair.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Roberta!
      Obrigada, que bom que inspirei de algum jeito!
      Nada de comodismo... a vida passa muito rápido e é muito melhor quando temos a coragem de fazer e sermos quem sempre sonhamos!
      ;) boa sorte nas suas decisões!

      Excluir
  10. gabi7/6/14

    voce tinha que falar holandes para ser au pair na holanda? ou so o ingles era suficiente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi!
      Inglês muitas vezes é suficiente. A gente acaba aprendendo um pouco pra se virar, entender anúncio na estação de trem, comprar coisas no mercado e tudo mais.
      Quando cheguei lá a kid não falava nada de inglês, então eu acabei aprendendo muito pra me comunicar com ela.
      Mas, dá pra ir e voltar só com inglês tranquilamente.

      Excluir
  11. Ai Karen :') Tô assim tb. Sempre quis fazer intercambio e a única opção que cabia no bolso era a de Au Pair, porém precisava ter 18 anos e com 18 anos, eu já tava no segundo ano de faculdade haha não dava pra abandonar assim. Acabo a faculdade proximo ano e ai sim, parte pra minha experiencia. Tô morrendo de medo, mas esse teu post me fez pensar que eu posso aproveitar muito mais essa experiencia de Au Pair e me arriscar em outro país que não seja os Estados Unidos. Vou amadurecer essa ideia e espero ter muitos posts teu pra me tirar as duvidas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Hellen!
      Na minha opinião, você está fazendo a melhor coisa: vai se formar novinha antes de ir. Depois... ninguém mais de segura! O mundo é muito grande para se ficar no mesmo lugar!
      Espero que esteja aproveitando os posts do blog!
      :)

      Excluir
  12. Oi Karen, tropecei no seu post e adorei! Me identifiquei muito pq tô indo esse ano se au pair pela primeira vez na holanda e apesar dos pesares quero muito ir pros eua no futuro tb (depois de rodar a europa) haha
    será q eu podia te mandar um email ou te add no face pra perguntar algumas coisinhas? Bjs!

    ResponderExcluir