sexta-feira, julho 18, 2014

É quando a vida vem e te sacode!

As forças da vida e do viver me movem e me sustentam e me condicionam. Me condicionam a viver mais e bem.

A vida tem dessas coisas: uma brisa leve e, quando menos se espera, um furacão!

Nessa caminhada de ser Au Pair, antes mesmo de começar, tinha um medo enorme do que não podia controlar. Saúde, encontros, desencontros… não podemos controlar nada disso. E isso me angustiava. Recebemos as mais diversas noticias do Brasil, ruins e boas. Algumas nós ignoramos, outras nem sentimos porque foram "amigos no facebook que publicaram". Mas há daquelas que nos tocam o coração em cheio. E não há lágrima ou palavra que baste ou consiga expressar o que se passa e o que aperta no peito.

No último dia 30 um amigo do colégio desencarnou. 

Ele era um ano mais velho que eu e nos conhecíamos desde os 15-16 anos. Me doeu saber como tudo aconteceu e por pensar que eu conhecia dos seus sonhos e de suas aspirações. Que sabia como sua risada era escandalosa por natureza, e como se magoava fácil. Me alegra sempre saber o quanto ele amava estar ao redor dos amigos e de tocar violão. O quanto honesto e direito era.

Sou espírita. Acredito que esta vida é uma jornada do espírito e não do homem, digo, da matéria. A matéria é apenas via que possibilita que o espírito evolua. Lidar com o desencarne de alguém que você ama e quer bem, não é simples. Há, porém, pensamentos que possibilitem que o peito abrande e que as energias positivas emanem em prol deste espírito que acaba de desencarnar e que vai passar a ver a vida por outro ângulo da existência.

Aconteceu comigo. Se acontecer com você, não se desespere. Desespero não nos leva a caminho algum. Chore o quanto e quantas vezes precisar. Eu estou chorando enquanto escrevo e sei que não chorei tudo que meu peito quer chorar.

Pense no sua pessoa querida com satisfação, deseje-lhe apenas o bem. Agradeça por cada momento que passaram juntos. Reconheça cada lição aprendida. Ore. Ore como souber orar e quantas vezes sentir necessário. Ore pelo outro, não por você. A dor é sua, mas o momento não é seu. O momento é de se conectar com toda energia vinda e emanada a Deus. Emane energia de força e de bem.

Ponha-se no lugar de quem agradece, não de quem sofre. Mesmo que doa, mesmo que desoriente, chame, conquiste para si e para o outro a força da renovação. Renovar é começar tudo de novo, é ver o novo com outros olhos.

Abra os olhos para as lições aprendidas. Ponha em prática as que ficaram na gaveta.

Eu te desejo vida longa vida... (Flávia Wenceslau)



-------
Quer ler mais sobre mim? Acesse:

Siga-me: @gabriellassa
Tumblr: @gabriellassa

2 comentários :

  1. Sinto muitíssimo por ler isso. Espero que Deus conforte o seu coração e da família do seu amigo. Só o tempo pra diminuir a dor, apesar da saudade ser eterna. Também sou espírita e fiquei bastante tocada pelas suas palavras. Fique bem, e muita força nesse momento difícil. Beijo!

    ResponderExcluir