quarta-feira, novembro 19, 2014

Namorar durante o programa de Au Pair...

Oi meninas e meninos lindos, como estão?

Hoje eu vim aqui contar um pouco da minha experiência de ter um namorado durante o programa.


Ano passado, como vocês devem ter lido em posts anteriores, eu trabalhei para uma família que o pai é brasileiro e só falávamos português em casa, com isso meu inglês não estava tendo nenhuma evolução. Minhas amigas eram brasileiras, as nannies que eu fazia Playdate eram brasileiras, ou seja, tinha dias que eu não usava o inglês pra nada! Tentava fazer amizades nos bares da vida, mas como muitas sabem, claro que é missão quase impossível. Nunca consgui ir a um meetup, pois meu schedule não me permitia planejar nada. Eis que apelei para os sites de dating. 
Conversei com muita gente, muitos sumiam quando eu falava que era Au Pair, muitos estranhos apareceram, enfim... Até que ele me escreveu, conversa vai, conversa vem, marcamos um date e a partir daquele dia o meu intercâmbio mudou.
Não, não foi amor a primeira vista, não sei como ele quis marcar um segundo date, depois que ele teve que repetir 3 vezes a mesma coisa, mas foi acontecendo e fomos nos envolvendo até que ele me pediu em namoro. 
Minha opção, foi arriscar e me dedicar a esse relacionamento, afinal já era minha segunda vez aqui nos EUA, já estava cansada de ir para baladas e tals,o ponto ruim que me afastei das minhas amigas, então o meu segundo ano foi muito solitário em questão de amigas, porém não me arrependo nem um pouco.
Meu namorado me ofereceu o conhecimento da cultura americana que nenhuma host family me ofereceu (e olha que tive 4), me levou em vários lugares novos, e aos que eu já tinha visitado, me fez ver com outros olhos, o meu inglês melhorou muito! Ele me corrige quando eu falo errado, me fala o significado de palavras que eu não conhecia e as soletra.... Sim, eu peço pra soletrar cada palavra nova que eu aprendo... Vocês também são assim?
Nunca expus o meu relacionamento para as hosts families, eles sempre souberam que eu namorava, mas nunca ofereci para que eles conhecessem meu namorado. A segunda host family conheceu por um acaso quando ele foi me buscar para uma viagem. Preferi que fosse assim, pois não gosto de abrir detalhes da minha vida pessoal a chefes.
Bom, esse é um pouco da minha história, se vocês acharem a metade da sua laranja nos EUA, pensem também quais são as suas prioridades aqui, e se nelas se encaixam um relacionamento.
Vocês devem estar se perguntando, mas é aí quando você for embora... Hum... Pois é, eu entrei para as estatísticas das Au Pais que se casaram com um americano! :) Mal eu sabia que a minha metade da laranja estava aqui! 

Vejo vocês no mês que vem!

Beijos 

7 comentários :

  1. Parace um conto de fadas!! =)

    ResponderExcluir
  2. Uau legal heim!!
    As vezes a nossa benção está bem longe de onde estamos, e vc encontrou a sua bem longe tbm, e tudo no seu devido tempo né!

    Adorei sua historia, bjss!
    http://mayaupairnoseua.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois e Mayara, nunca sabemos o que nos espera longe de casa! Obrigada pelo comentario! =)

      Excluir
  3. Achei linda sua história parabéns!! Mas, em relação a se afastar das amigas eu não sei nada do teu relacionamento como era com elas, mas eu não me afastaria assim das minhas amigas por nada, só pela família mesmo. Mas, isso é que sou muito apegada a amizade em geral hehe.
    Beijos

    www.livinganamericanlife.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Adriane, com certeza se fossem minhas amigas de infancia do Brasil, com certeza nao teria tomado essa decisao. Obrigada pelo comentario! =)

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que história fofa!! Sabe, também sinto um pouco disso aqui na Alemanha, ainda não fiz muitas amizades e às vezes precisamos de uma turminha, né?

    ResponderExcluir