terça-feira, março 21, 2017

Isso cê num conta!

Oi pessoal, como vocês estão? Espero que estejam bem!

Hoje eu vim contar pra vocês um segredinho que quase ninguém sabe... Sabe aquelas coisas que você acha que só acontece com você, mas que no fundo já pode ter acontecido com várias pessoas?

Pois bem. Nas minhas últimas férias como au pair, fiz a famosa trip pra Califórnia com uma amiga da Colômbia. Em 9 dias rodamos 1.500 milhas e passamos por três Estados diferentes: Califórnia, Arizona e Nevada.

Escolhemos deixar Las Vegas e o Grand Canyon por último. Chegamos em Vegas numa quarta a noite, aproveitamos a noite e partimos rumo ao Grand Canyon na quinta feira pela manhã. 

Queríamos cobrir 3 lugares próximos ao Grand Canyon. Além do próprio Grand Canyon, também o Horseshoe Bend e o Antelope Canyon. 

Fonte: Google Imagens - Grand Canyon

Fonte: Google Imagens - Horseshoe Bend

Fonte: Google Imagens - Antelope Canyons

Se não me engano, de Vegas pro Grand Canyon era quase 4 horas dirigindo. Já sabíamos que teríamos que eleger um ou outro para podermos visitar, por causa do tempo que havíamos separado para essa parte da viagem. 

Ao chegarmos no Parque Nacional do Grand Canyon, achamos que seria fácil chegarmos ao Canyon propriamente dito. Mas não, não foi tão fácil assim. Estávamos com o mapa em papel, que ganhamos na entrada do parque e com o GPS (visto que lá não tinha sinal de celular). 

Tentamos chegar perto dos Canyons, mas não sei porque cargas d'água não conseguimos. Aí para não perdermos o único dia que tínhamos, resolvemos ir até o Horseshoe bend. Eu estava no comando na direção e do GPS nessa hora e por algum motivo que eu desconheço até hoje, resolvi não checar o nome do lugar, pois acreditava que sabia de cabeça. E pra minha surpresa, o nome que eu achei que era existia e lá estávamos indo.

Dirigimos por horas a fio e fomos parar no meio do deserto, literalmente, Nossa gasolina estava quase acabando e quando chegamos onde o GPS nos levou, percebemos que estávamos indo pra nenhum lugar. Okay, pensamos: "Vamos voltar pro Grand Canyon e tirar uma fotinho que for e na manhã seguinte, seguimos de volta pra Vegas."

Quando finalmente chegamos no Parque Nacional de volta, o sol estava se pondo. Ficamos estonteadas com a beleza daquele lugar e também não era pra menos, vejam:

Fonte: Arquivo Pessoal

Depois de perdermos a fala e uns bons minutos admirando tanta beleza, resolvemos correr porque sabíamos que não tínhamos muito tempo até o sol se por. Parecia que naquele fatídico dia 21 de Julho de 2016, só tínhamos nós naquele lugar.

Quando finalmente chegamos nos Canyons já era tarde demais. O sol já tinha se posto e nós não conseguimos ver NADA. Querem ver a foto que eu tirei?

Fonte: Arquivo Pessoal

É sério gente, queria estar brincando, mas não, é sério. Nós não somos nenhum um pouco tapadas, mas acho que o cansaço ajudou a atrapalhar. Depois de apreciar os Canyons, fomos pra um hostel lá perto e seguimos de volta pra Vegas antes do sol nascer.

Aconselho vocês a fazerem essa parte da viagem com mais tempo, pelo menos 2 ou 3 dias e se não forem com alguém que se garanta, vão com guia turístico. Sai ônibus de Vegas todos os dias pro Grand Canyon e mesmo com o investimento que vocês vão fazer no passeio, alguém pelo menos que já conhece vai levar vocês até lá e trazer de volta. Vale a pena. 

Não fiquei mega frustrada porque eu estava com os olhos na balada que o Jason Derulo ia cantar e na Pool Party com o Calvin (Lindo) Harris de DJ que aconteceriam após nossa parada no Arizona.

Mas tá aí. Aprendam com os erros alheios pra cometerem não os mesmos, mas outros erros.

Se tiverem alguma dúvida ou sugestão escrevam nos comentários.

Beijos e até o próximo dia 21!

Bárbara Albuquerque

0 comentários :

Postar um comentário