domingo, maio 21, 2017

Stop for me it's the law!

Oi pessoal, como vocês estão? Espero que estejam bem!

No post de hoje vou falar como é ser um pedestre nos Estados Unidos.

Momento reflexão aqui: no Brasil quando estamos atravessando a rua e um carro se aproxima, damos aquela corridinha, certo?! Ou então paramos no meio da rua para esperar o carro passar para então atravessarmos. 

Lá nos Estados Unidos não é incomum você ver placas como a da foto abaixo espalhadas pela cidade, que quer dizer: pare para mim, é a lei. Lá pedestres tem sim a preferência e são tratados com o devido respeito. Eles não precisam correr pra atravessar a rua, atravessam no tempo deles mesmo que as vezes a passos de tartaruga. As vezes você nem quer atravessar, só está parada na calçada sabe-se Deus porque e tem que ficar pedindo pros carros seguirem viagem e avisando que você não quer atravessar, chega a ser engraçado.


Fonte: Google Imagens

Se você estiver nos bairros residenciais, não digo todos, mas quase todos os carros vão parar para você atravessar mesmo se você estiver fora da faixa de pedestre. Nos grandes centros, os pedestres também são respeitados, mas também fazem o papel deles de atravessar na faixa e aguardarem a sua vez de seguirem viagem.

Não sei se é do conhecimento de todos vocês, mas um carro pode e deve virar a direita mesmo se o farol estiver vermelho. Mas você deve estar pensando: se o farol está vermelho pros carros, consequentemente estará verde pros pedestres, certo? Pois bem, ao virar a direita no farol vermelho tome cuidado com os pedestres e só acelere se a via estiver pedestre free. Não vou entrar em méritos de lei, mas a nível de curiosidade, no estado de Washington onde eu morei, o carro pode virar a direita quando faltar 25% pro pedestre completar a travessia dele, por exemplo.

Quando não for pra você virar a direita no farol vermelho, você verá uma placa como essa da imagem abaixo, não tem erro.

Fonte: Google Imagens

Ao voltar pro Brasil eu passei a respeitar e a dar vez aos pedestres. 

Be like Bárbara.

Se tiverem alguma dúvida ou sugestão escrevam nos comentários.

Um beijo e até o próximo dia 21!

Bárbara Albuquerque

Nenhum comentário:

Postar um comentário