quinta-feira, janeiro 04, 2018

Calcinha na máquina, jamais!



Come cachorro, come barata, sem dentes! Esse seria o coro que você ouviria caso perguntasse, em uma roda de bar mesmo, quais são os fatos de conhecimento geral sobre a China. Maaas, para que você tenha alguns outros fatos reais na manga, cá estou eu!

Eu sei, eu sei, você também quer saber sobre o meu processo. Mas, antes de começar com essa história, é importante saber o que você vai encontrar nessas terras. E, olha, não é pouca coisa não. Por isso, separei (com a ajuda da Luísa, Letícia e Ana, meu squad brasileiro de Au Pairs na China) umas curiosidades que a gente vê aqui:

Ainda existe dote

SIM! Para mim, essa foi a revelação mais chocante de todas. Não é uma coisa geral, mas algumas famílias ainda recebem dote pelas filhas. Nas minhas duas famílias as mães estavam prontas para gastar a bagatela de 100 mil yuans (além de um bom apartamento) que seriam os presentes para a família da noiva e para a noiva. 

Segundo elas, um marido que não pode comprar uma casa e um carro não é um bom homem. Ele não teria condição de sustentar a família. 

Ah, as famílias podem recusar o dinheiro do rapaz. Se a filha não ligar para isso e os pais também não, o dinheiro volta para o bolso dele.

Água, água, água 

Todos os dias eu perguntava para a minha hosta se eles não tinham produtos de limpeza (sim, tipo um Veja mesmo) para limpar meu banheiro e ela dizia que era só passar água. Aí fui ver a empregada limpar e ela realmente só usava água. Era água para limpar o chão (fora o aspirador e uns rolinhos de tirar pelo de roupa, que eles usam aqui também para tirar poeira e cabelo do piso), água para lavar o espelho, os vidros, tudo. Nessa nova casa também é assim. O único produto que eles usam é um cloro para jogar no vaso sanitário. 

Eu ainda fico querendo chorar por não ter um veja? Sim. Inclusive, me mande de presente! 

Nada de Coca na mesa 

Aqui, eles não têm o costume de beber aquela Coca gelada ou uma limonada não. Você come no seco mesmo e, se não gostar, bebe água. 

Água de garrafa ou fervida

Na China, você não pode beber a água da torneira. Então, para consumir, ou você ferve ela, ou compra garrafas de água. É comum chegar em casas e ver caixotes de água lá.

Água morna e a fonte da vida

Aliás, falando sobre água, aqui é muito comum beber água morna. Quando ela não está morna, está em temperatura ambiente. Gelada, nem pensar. 

Aliás, o chá e a água morna são tão normais aqui que é comum ver bebedouros com as opções morna e normal. 

Varal na sala, varal em todo lugar

As casas da China não têm muito espaço. Então, é normal ver varal de roupa na sala, no quarto, no banheiro e na sacada. A máquina de lavar geralmente fica no banheiro também. 

Agachadinha 

Agachar para ir ao banheiro aqui é quase lei. Os vasos podem ser uns buracos, aqueles de porcelana no chão mesmo ou o que a imaginação chinesa mandar. Ah, e é bem raro encontrar papel higiênico onde esses abençoados estão!

Os shoppings ou espaços públicos geralmente colocam pelo menos um vaso ocidental, mas o resto é na agachadinha mesmo.

Não coloquei fotos por motivos óbvios, mas pode pesquisar “banheiro na China” e você vai entender do que eu estou falando.

Fumo livre

Aqui você pode fumar em locais públicos. Fui em uma balada no Natal e minha roupa saiu tão fedorenta que queria jogar fora. Tive que lavar até a mochila!

Carro normal, cadê

É muito comum ver carros caros na China. No Brasil, quando a gente vê uma Ferrari as tias na rua tiram até foto. Aqui eu estranho é quando vejo um Gol da vida.

Banquetes na China

Quando a gente vai em restaurantes aqui, não pedimos um prato. Geralmente vão ter pelo menos 3 (mas podem ser mais – geralmente é!) e todo mundo divide.

Brinde, brinde, brinde

Quando você bebe em um jantar ou almoço entre amigos, é normal ver os chineses brindando várias vezes. Várias mesmo. Em um almoço que fui, eu contei mais de 35 e eu nem fiquei na mesa o tempo todo!

Isso porque, aqui, se você não brinda antes de beber, as pessoas podem pensar que você não é amigável. Então é legal falar algo como “saúde aos meus amigos” ou algo do tipo enquanto bebe.

Se achou uma coisa, deixa lá

Se você achou dinheiro, cartão, bolsa ou qualquer outra coisa no chão, geralmente você deixa lá. Uma hora o dono vai aparecer e pegar (ou a gente espera).

Pasta de dente de diamante

As pastas de dente podem custar muito caro aqui. Já vi algumas que custam mais de 80 yuans (moeda da China). Geralmente, as mais baratas são as importadas. Quase chorei de emoção quando vi uma Colgate por 15!

Açúcar não existe

Açúcar não é um alimento básico aqui. Você precisa ir lá e pedir num restaurante ou até na casa da sua hosta, porque eles não adoçam as coisas. 

Calcinha na máquina, jamais!

Aqui, você não pode lavar meias ou calcinhas na máquina de lavar. Eles acreditam que tem muitas bactérias e, por isso, você precisa lavar na mão mesmo. 

Pimenta hoje, pimenta amanhã, pimenta pra sempre

Ao contrário do açúcar, a pimenta é fundamental na China. Eles comem porque amam e também porque emagrece. Minha hosta é louca para me fazer abusar da pimenta porque ela acha que vou secar se comer muita (mas essa obsessão por magreza é história pra outro post).

Ufa, que mundo de coisas! Deu pra ver que a base da China é a água, né? É água morna, é água para limpar a casa, é água para lavar o mundo. A água aqui é tipo o xarope em Todo Mundo Odeia o Chris: o sagrado remédio. Mas, olha, depois de mais de cinco meses aqui, confesso que até eu estou andando com a minha garrafinha na bolsa. Afinal, nunca se sabe, né? Aliás, vocês também pegaram manias do lugar onde vocês ficaram? 

Vou encerrar o post com essa pergunta marota e vocês já sabem: para me stalkear, é só seguir @lolacirino no insta ou acompanhar os ups esporádicos (que não vão ser assim tão esporádicos) no meu canal, o Voa Lola Voa

Um beijo, um copo d’água e até o mês que vem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário