domingo, setembro 07, 2014

Malandragem e o jeitinho brasileiro.

Esse texto é uma reflexão sobre a cultura americana vs. a cultura brasileira. Quando morei nos Estados Unidos e comecei a perceber as diferencias entre eles e o Brasil.

Uma amiga foi no McDonald's (nos Estados Unidos) com seu namorado americano, ele perguntou o que ela queria e fez o pedido para a balconista:

“Por favor, dois McDouble, duas batatas grandes, chicken nuggets e duas Cocas grandes” imediatamente ela exclamou “Duas Cocas grandes? Não tem necessidade de duas e nem de serem grandes, já que são refis podemos pegar uma só pequena e encher toda vez que acabar”. Ele ficou sem entender qual era o propósito dela e pegou as duas Cocas de qualquer jeito.

O que vocês entendem por essa introdução? Que americano é mané e brasileiro é malandro? Pode até ser, mas a questão é: o povo americano não tem necessidade de ficar de malandragem pra todo lado.

Uma Coca grande no McDonald's custa menos de 2 doláres, e você não precisa ficar levantando e enchendo o copo toda hora que acabar, que era o que ia acontecer se eles tivessem pego apenas um refrigerante pequeno. E além de tudo ele foi honesto, se tem duas pessoas que estão com sede, o justo é pagar por duas, não é mesmo? Mas a minha amiga é brasileira - e au pair - então a primeira coisa que ela pensou foi em economizar, e é por isso que nós sempre somos os malandros da história.

Quando meu programa de au pair acabou e eu tinha um montão de malas pra levar de volta pro Brasil, eu sabia que teria que pagar bagagem extra, e claro que eu não queria pagar (eu nem tinha dinheiro), então arrumei uma amiga para levar uma mala pra mim como se fosse dela, então me livrei de pagar por essa mala extra. Quando um amigo meu americano soube disso ele logo me disse "Vcs brasileiros sempre arrumam um jeito pra tudo inclusive pra não gastar dinheiro, é incrível!" e eu respondi "Isso tem nome: jeitinho brasileiro".

Analisando essas duas histórias, veja a comparação do Brasil e dos Estados Unidos:

Nos Estados Unidos, a maioria da população já nasce numa família bem estruturada financeiramente. Lembrando que, SIM, existe pobreza nos Estados Unidos, mas comparando com o Brasil é menor.

O menino de 3 anos que eu tomava conta, por exemplo, tinha mais dinheiro guardado na poupança do que eu, que tinha 25 na época. Até ele crescer, ir pra faculdade e arrumar um emprego os pais dele vão o sustentar. É assim que uma família americana tradicional vive ao longo de sua vida, com conforto, lazer, assistência médica, boa educação etc.

No Brasil, a maiorida da população já nasce numa situação financeira complicada. Muitos sem nem ter onde morar, recebem uma péssima educação em escolas públicas, começam a trabalhar de mão de obra barata para pagar a própria faculdade, isso se o cidadão for corajoso e enfrentar o sufuco que é estudar e trabalhar ao mesmo tempo.

Depois da difícil jornada dos estudos, vem a dificuldade de arrumar um bom emprego: muita concorrência, exigências absurdas e o salário ó!

Reparem como muitos brasileiros querem tirar vantagem em cima de tudo, invejam o vizinho que comprou um carro zero, invejam o colega de trabalho que comprou um apartamento novinho, abandonam estudos para sustentar a família e isso sem mencionar o mais triste: entram para a vida do crime. Não que isso não aconteça nos Estados Unidos, acontece sim, mas como já mencionei, no Brasil a situação é ainda mais complicada.

Não sou do tipo que em qualquer ocasião digo “Ah, é tudo culpa do Sistema”, eu sei sim, que muitos brasileiros não tiveram nem família e hoje são muito bem-sucedidos e concordo que nada é impossível quando você realmente quer algo. Mas que tem que ter muito peito para enfrentar a vida no Brasil, isso ninguém pode negar.

Bom, se vcs tiverem a oportunidade de conviver com os americanos, lembrem desse texto, e percebam o porquê que a malandragem é uma coisa típica de brasileiro.

6 comentários:

  1. Anônimo8/9/14

    Não entendi, vc escreveu que ela pediu duas cocas grandes...Onde está o jeitinho brasileiro aí?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo30/9/14

      Não, o namorado perguntou o que ela queria, e ela disse. Quando ele foi pedir duas Cocas grandes, a menina brasileira, que não era boba nem nada, disse pra ele pedir só uma pequena mesmo, que eles iam ficar enchendo no refil que eles NÃO pagaram.

      Excluir
  2. As pessoas acham q morar fora eh só para quem tem coragem mas na verdade o grande desafio eh voltar e encarar o Brasil!

    ResponderExcluir
  3. Por enquanto não tive a experiencia de morar fora do Brasil mais mesmo nunca ter ido morar fora, encarar o meu pais todos os dia já é um desafio! imagina quem já morou e esta de volta.

    ResponderExcluir
  4. Pois é, a vida aqui no Brasil é muito dura mesmo, acho que por isso da frase tipica " sou brasileiro, não desisto nunca".... a sua amiga fez o que com certeza, eu tbm faria, devido principalmente, a falta de grana e a necessidade de "salva-lo"......

    ResponderExcluir
  5. Anônimo16/9/14

    Ola! Não tive a oportunidade de morar fora do pais, mas conheço muitos paises, atraves de viagens, tanto na america do sul, estados unidos e europa. Eu axo o brasileiro muito resiliente, ou seja tem um instinto nao de se dar bem, mas de sobrevivencia..por exemplo no caso mencionado no post da mala, esta certissima, por que pagamos a passagem de avião carissimo e ainda nao podemos despachar a quantidade de malas necessarias?? Eu admiro o brasileiro pq pode querer tirar vantagem, mas é um pais mmuuuuuuito mais acolhedor, muitooooo mais gentil que qualquer pais vivitado por mim e olhe que nao foram poucos!

    ResponderExcluir